A Última Entrevista de Freddie Mercury

A Última Entrevista de Freddie Mercury

Nero

Em 1987, o austríaco Rudi Dolezal filmou Freddie Mercury a falar entusiasmado sobre o sucesso de “The Great Pretender” e do sobrenatural dueto com a diva Montserrat Caballé…

Nos seus últimos anos de vida, Freddie Mercury desfrutava de um sentimento de renascimento a nível pessoal e profissional. Além da reunião com os Queen, trabalhava em várias frentes a solo. Estava profunda e felizmente envolvido no seu compromisso amoroso com Jim Hutton.

Enfim, os astros estavam finalmente alinhados para aquela que foi uma das melhores vozes do rock de todos os tempos e é um prazer ver toda essa irradiação de alegria e vitalidade naquela que acabou por ser a sua última entrevista filmada de sempre, gravada em 1987 pelo cineasta austríaco Rudi Dolezal, que realizou o documentário “Lover of Life, Singer of Songs”, sobre Freddie.

Na entrevista, o lendário músico conversa sobre o mais recente trabalho a solo, na altura o single “The Great Pretender” e do sucesso que obteve, e do tremendo entusiasmo por receber uma chamada telefónica da lendária Montserrat Caballé, a convidá-lo para criarem essa magnífica canção que serviu de hino aos Jogos Olímpicos de Barcelona. O duo combinou juntar-se em Barcelona em Fevereiro de 1987 e trabalhar na música para os jogos de ’92.

Tragicamente, Freddie já não surgiria ao vivo a cantar o hino diante de milhões de pessoas que seguiram os Jogos ao vivo e pela TV. No entanto, na altura Freddie estava nas nuvens: «Pensei que iríamos fazer uma canção, um dueto… Então ela disse ‘quantas canções tem um álbum de rock?’ e respondi algo como umas dez. Ela disse ‘Sim, dez canções, escreve dez canções’». Dispara a entrevista no player em baixo.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.