António Chainho celebra 77 anos e 50 de carreira

António Chainho celebra 77 anos e 50 de carreira

Tiago Varzim

O novo disco “Cumplicidades” é lançado a 16 de março no ano em que completa 50 anos de trabalho. Aos 77 anos, António Chainho celebra a carreira a 10 de abril no CCB e a 11 de abril no Coliseu do Porto.

Editado pela Sony Music, o novo CD que comemora os 50 anos de carreira, “Cumplicidades”, vai ser lançado a 16 de março sob o mote de ser a “expressão máxima de uma visão muito própria do lugar da Guitarra Portuguesa na música“. Não deixando o fado de lado, António Chainho convidou Rui Veloso, Pedro Abrunhosa, Paulo de Carvalho, Ana Bacalhau (Deolinda), Sara Tavares, Fernando Ribeiro (Moonspel), Hélder Moutinho, Vanessa da Mata, e Paulo Flores para participarem neste novo trabalho discográfico. “Aprender A Sorrir”, single de avanço do álbum, tem a voz da brasileira Vanessa da Mata.

A produção ficou a cargo do próprio e do diretor musical Ciro Bertini, com a assistência de Tiago Oliveira. Ana Vieira e Filipa Pais dão voz ao disco que é acompanhado por uma banda onde figuram o acordeonista Kepa Junquera ou o trompetista Raul D’Oliveira.

“Durante muitos anos a Guitarra Portuguesa esteve subjugada ao fado. Foi necessário libertá-la e acho que consegui.”

Guiado pela paixão pela guitarra portuguesa, António Chainho completa 77 anos hoje, dia 27 de janeiro, numa vida em que 50 desses anos foram dedicados à música portuguesa. Acompanhou e foi produtor de vários fadistas, para os quais foi compositor, tendo também se lançado a solo com o acumular da experiência. O resultado desta mundividência, explica a nota de imprensa, “são múltiplos afetos e amigos espalhados pelos quatro cantos do mundo, e claro, uma discografia musicalmente variada, culturalmente arejada e humanamente partilhada“.

António Chainho

Os concertos de comemoração das cinco décadas de carreira vão contar com os vários participantes deste novo álbum “Cumplicidades”. Mas há datas mais recentes marcadas: Évora (Garcia de Resende), dia 30 de janeiro; Beja (Teatro Pax Julia), 31 de janeiro; Cine Teatro de Estarreja a 21 de fevereiro; Loulé (Cine Teatro Louletano) a 28 de fevereiro e Torres Vedras (Cine-Teatro) a 14 de março.

EGITANA