As Lições de Vida Que Neil Fallon [Clutch] Aprendeu com Ozzy Osbourne

As Lições de Vida Que Neil Fallon [Clutch] Aprendeu com Ozzy Osbourne

Redacção

Neil Fallon, o frontman dos Clutch, concedeu uma entrevista em que falou sobre os princípios orientadores que têm de existir para se trabalhar na indústria musical, destacando as lições que aprendeu com Ozzy Osbourne.

Neil Fallon desenvolveu, ao longo dos anos, a reputação de ser um dos homens mais realistas do rock, e agora sabemos a quem devemos dar crédito por isso e pelos seus modos bondosos. Numa entrevista ao podcast “Hardcore Humanism with Dr. Mike” – que podes ouvir na íntegra aqui -, Fallon partilhou uma lição de vida passada com Ozzy Osbourne, em 1988, e que teve um profundo impacto na sua própria vida e carreira musical.

Fallon aprendeu com o “Príncipe Das Trevas” que quando se trabalha na indústria musical é crucial «ser-se simpático para as pessoas enquanto se faz o caminho ascendente, porque havemos de os encontrar no caminho descendente».

Por outras palavras, mais vale nunca se ser uma diva e tratar todos por igual, pois nunca se sabe com quem se vai trabalhar caso a carreira caia a pique. «E penso que podes ir mais longe com isso», afirmou Fallon sobre o efeito que as palavras de Ozzy tiveram. «Não se trata apenas de uma trajectória de carreira. Trata-se apenas de que a vida é mais fácil quando se é simpático».

O músico e compositor norte-americano também reconhece que os pioneiros do prog rock, os Rush, o iluminaram sobre o impacto que uma base de fãs pode ter numa carreira musical: «Podemos ser muito diferentes musicalmente no espectro do rock’n’roll. Mas – e ouvi Geddy Lee dizer isto – os fãs dos Rush têm um sentido de propriedade da banda. Quase como se fossem accionistas… Accionistas emocionais. Penso que há alguns paralelos – entre nós e os Rush – sobre os quais tenho pensado ao longo dos anos».

Durante a entrevista, Fallon falou ainda da superação de obstáculos na sua carreira, da sacralidade dos espectáculos ao vivo e de como tem sido o percurso dos Clutch, uma banda que se tornou, com o passar do tempo, um pouco mais lenta na busca pelo estrelato.

Depois do adiamento dos concertos inicialmente agendados para 2020, devido à pandemia Covid-19, uma das maiores bandas de “culto” do séc. XXI promete a sua estreia em Portugal em Agosto de 2021. Com lugar de destaque assegurado no panteão da música pesada, uma dúzia de álbuns aplaudidos de forma universal, e em estado de graça desde que lançaram “Earth Rocker”, os CLUTCH vão, por fim, mostrar a sua força arrebatadora pela primeira vez em Portugal nos dias 2 e 3 de Agosto de 2021, no Hard Club e do Cineteatro Capitólio, no Porto e em Lisboa, respectivamente.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.

EGITANA