Bar favorito de Dave Grohl em Londres fecha portas

Bar favorito de Dave Grohl em Londres fecha portas

Redacção

O lendário pub londrino The Crobar, onde se juntavam estrelas do rock como Dave Grohl ou Chad Smith, é a mais recente vítima da recessão económica relacionada com o coronavírus.

Os proprietários do The Crobar, no centro de Londres, culpam o “governo idiota” do Reino Unido, “companhias de seguros gananciosas” e “proprietários gananciosos e míopes” pelo facto de terem de fechar as portas de uma sala tão especial e querida junto do meio musical.

O líder dos Foo Fighters Dave Grohl era um visitante regular do bar ao longo dos anos, tendo confraternizado com estrelas como Jack Black, Pink, elementos dos Red Hot Chili Peppers, como o baterista Chad Smith ou com a actriz Juliette Lewis.Grohl organizou mesmo uma festa no Crobar após os seus Sound City Players terem actuado em Londres em 2013. Além disso, o bar era frequentado por membros dos Slayer, Machine Head, Anthrax, Lady Gaga, Justin Bieber, entre muitos outros.

Agora, o pub fechou, com o proprietário Richard Thomas a publicar a notícia do encerramento nos canais de comunicação:

(…) é com mais tristeza e raiva do que palavras que tenho de anunciar que o Crobar não poderá reabrir na sua localização actual. Se as companhias de seguros nos tivessem pago, poderíamos ter pago o aluguer e os salários do pessoal e ter sobrevivido. Se os senhorios nos tivessem feito um desconto na renda, poderíamos ter sobrevivido. Infelizmente, o nosso governo idiota não fez nada certo e agora as indústrias dos bares e da música estão em farrapos. Anos e anos de trabalho árduo por parte dos proprietários de bares e salas em todo o país foram destruídos num piscar de olhos, e tudo por causa da ganância de alguns ‘barões da terra’. Oh, é verdade, eles são os barões da terra! Pelo lado positivo, a minha filha de 7 anos salientou-me que tudo o que eu tenho de fazer é abrir um novo Crobar, por isso é o que vou fazer. O meu objectivo é abrir um novo Crobar com um bar e uma sala de música ao vivo. Será necessário o financiamento da multidão, e suspeito que levará cerca de um ano até que a abertura seja viável, mas que se lixem as companhias de seguros gananciosas, que se lixem os proprietários gananciosos de vistas curtas e que se lixe o nosso governo sem cérebro… estaremos de volta! Longa vida ao Rock n’ Roll“.