BONS SONS adiado para 2021

BONS SONS adiado para 2021

Redacção

ACTUALIZAÇÃO: A 11ª edição do Festival Bons realiza-se apenas de 12 a 15 de Agosto de 2021, podes ver o comunicado em baixo:

«Adiar um encontro é sempre difícil. Adiar o BONS SONS é deixarmos para depois o aconchego de um lugar singular, vivo e dinâmico, criado por uma aldeia inteira e pelas pessoas que a vêm viver, a cada edição.

Esta quinta-feira recebemos com tristeza, mas sem surpresa, as decisões do Governo que impedem a realização de qualquer festival até 30 de setembro 2020, por razões de saúde pública. Acolhemos, respeitamos e compreendemos esta decisão, para o bem de todos, e anunciamos o adiamento da 11ª edição do BONS SONS: de 12 a 15 de agosto de 2021.

Todos os anos, convidamos milhares de pessoas a “viver a aldeia” e recebemo-los de braços abertos. Quem já habitou este lugar em agosto sabe que a vivência da aldeia implica proximidade, é feita do contacto direto entre pessoas de todas as gerações, uma partilha entre quem recebe e quem visita, num tributo consistente à diversidade, às causas comuns e plurais, às aldeias que se transformam, criam e acolhem, à música portuguesa e à cultura sem dono. Foram 10 edições e 13 anos de partilha numa aldeia que é também de todos aqueles que nos visitam e vivem connosco momentos únicos. 

Este ano, o contexto impede-nos de viver estes momentos. Agora, estarmos juntos é adiarmos este encontro para daqui a uns meses, permanecendo próximos até lá e que, em conjunto – festival, parceiros, público – possamos garantir o futuro de um festival que vive, em grande parte, de receitas próprias. Neste caminho, há perdas para todos e a vários níveis: artistas, técnicos, agentes, fornecedores, parceiros e serviços da região, que deixam de beneficiar do impacto sócio-económico e mediático significativo deste festival, estimado em 3,5 milhões de euros, em 2019.

O BONS SONS é mais que um festival, é uma aldeia em manifesto. Faz-se de ação, dia-a-dia, em comunidade, na resiliência que caracteriza Cem Soldos e que acreditamos contagiar outras pessoas, outros lugares e projetos. A associação cultural que lidera a dinâmica comunitária que cria o BONS SONS – o Sport Club Operário de Cem Soldos – teve de reaprender a manter uma comunidade ativa e a adaptar-se nestes tempos imprevistos, estranhos e muito difíceis. Planeamos uma retoma controlada e segura de atividades, eventos e serviços, repensando formatos e causas, aproveitando para encetar novas formas de organização comunitária que respeitem, integrem e envolvam todos. Preparamo-nos para construir um futuro mais sustentável, mais solidário e inclusivo e continuamos a trabalhar para proporcionar o desejado encontro na 11ª edição do BONS SONS.

O BONS SONS 2021 transporta um desejo que se tornou universal: na próxima edição, mais do que em qualquer outra, queremos habitar a rua e fazer da rua a nossa casa comum – o mais desejado ponto de encontro. Uma ocupação que reivindica a rua e que representa transformação, transição, movimento e trajeto e que é, ao mesmo tempo, agregação e ponto de encontro, que é o ponto de partida e um dos objetivos maiores do BONS SONS. De 12 a 15 agosto, Cem Soldos espera poder receber todos e ocupar o seu espaço, num ambiente seguro e de partilha, para vivermos, com muita vontade, os momentos quentes, felizes e cheios de música feita no nosso país que o BONS SONS oferece.

Agradecemos todo o apoio, amor e força que temos recebido ao longo destas semanas do nosso público, bem como de artistas, técnicos, agentes, parceiros, serviços da região, fornecedores, imprensa e toda a comunidade que vive o organiza o BONS SONS.

Durante os próximos dias, logo que a Assembleia da República transforme em lei a decisão do Governo comunicada ontem, iremos partilhar informações mais concretas, na esperança de que proteja tanto os nossos visitantes como a população de Cem Soldos e os projetos sociais que a associação cultural desta aldeia dinamiza.

Queremos voltar, fortes e seguros, em 2021, para juntos voltarmos a viver a aldeia e habitar a rua.
Até lá, ficamos por perto!»

Em 2020, o BONS SONS realiza-se de 13 a 16 de Agosto, na aldeia de Cem Soldos, concelho de Tomar. A organização diz que será o terceiro ciclo de vida do festival.

Este ano, dá-se início ao terceiro ciclo na vida do BONS SONS e é altura de dar lugar a uma nova geração de pessoas, que cresceu com o festival e é também o resultado do trabalho de formação e capacitação realizado ao longo dos anos. Uma nova geração que conduz uma equipa inter-geracional, num festival com novas lideranças, nomeadamente, na direcção artística e na coordenação de áreas como a programação, a técnica e a logística.

Neste sentido, Miguel Atalaia é o novo diretor artístico do BONS SONS, sucedendo a Luís Ferreira, fundador e director artístico do festival desde 2006.

Eis o press release: «Integrando a equipa do festival, desde o início do segundo ciclo, em 2014, Miguel Atalaia tem sido responsável pelas atividades que envolvem a comunidade de Cem Soldos e tem feito parte da equipa de comunicação, sendo um dos designers do festival. Pertence à direção do SCOCS – Sport Club Operário de Cem Soldos – associação responsável pela organização do BONS SONS – desde a mesma altura, e da qual é, agora, o novo presidente.

Depois de uma edição em cheio, com 33.800 visitantes, mais de 50 concertos, cerca de 80 espetáculos e atividades paralelas, 250 artistas, mais de 500 voluntários envolvidos, um documentário e um livro, numa verdadeira aldeia em manifesto, com muita música, dança, histórias encenadas, performances, instalação fotográfica, conversas, debates, jogos tradicionais, burros de Miranda, percursos artísticos, oficinas de música, visitas guiadas e um mural, chegamos ao 11.º BONS SONS.

Até 2019, foram treze anos, dez edições e cumpriram-se dois ciclos na vida do festival, entre 2006 e 2019 – cada um composto por cinco edições cada. Um primeiro ciclo com edições bienais e, partir de 2014, anuais, por onde passaram centenas de concertos e atividades especiais, centenas de milhares de visitantes, muitos milhares de horas de trabalho, dezenas de prémios e milhões de emoções.

Inicia-se, assim, uma nova fase no BONS SONS, com novas ideias, novas orientações, novas gerações, novas lideranças, mas também com a mesma lógica de pensamento e continuidade, o mesmo empenho, o mesmo amor, o mesmo sentimento de partilha com artistas, parceiros e visitantes, a mesma vontade de inovar em cada edição, o mesmo foco na capacitação e formação, o mesmo e incrível espírito de comunidade e de intergeracionalidade, na mesma aldeia em manifesto de sempre.

Um festival e uma aldeia que existem e continuam a querer existir pela contemporaneidade no campo, por uma plataforma cultural, pelo planeamento do território, pela cidadania participativa, pelo envelhecimento ativo, pelo ensino em comunidade, por projetos de território, por uma ação sustentável, pela criação de espaço público e pela cultura popular».

Os bilhetes para o BONS SONS 2020 já estão à venda e, como sempre, quem compra primeiro, compra mais barato. E porque não são assim tantos, há que garantir o lugar. É importante ter em conta que cada fase tem um número de unidades limitado e os bilhetes podem esgotar antes de terminar a data de cada uma das fases. Esgotado o número de bilhetes da fase em curso, passam a vigorar os valores da fase seguinte.

PASSE 4 DIAS

35€ JANEIRO – MARÇO
45€ ABRIL – JULHO
50€ AGOSTO*

BILHETE DIÁRIO

25€ ABRIL – AGOSTO

Bilhetes à venda nos locais habituais.
* Também disponível nas bilheteiras do recinto