Câmara de Vagos descontente com a mudança de local do VOA

Câmara de Vagos descontente com a mudança de local do VOA

Redacção

Em comunicado a Câmara Municipal de Vagos mostra descontentamento e surpresa com a mudança de local do Vagos Open Air.

Foi também com alguma surpresa que recebemos ontem o comunicado que o Vagos Open Air iria mudar de local em 2016. O VOA, agora denominado, deixaria a cidade berço para deslocar-se para a margem sul mais concretamente Corroios. Rapidamente levantaram-se inúmeras vozes contra a decisão da promotora. A Câmara Munical de Vagos foi uma delas.

Em baixo podes ler o comunicado na íntegra em baixo:

«Ontem, dia 14 de janeiro, a Câmara Municipal de Vagos tomou conhecimento, assim como a comunidade metaleira e toda a população do Município e da Região, que o Vagos Open Air 2016 se iria realizar em Corroios.
De facto, a empresa promotora, com quem o Município tinha um protocolo até 2016, enviou uma comunicação, no passado mês de Novembro, a dar a conhecer o desinteresse do projeto por parte de um dos parceiros face ao prejuízo sofrido com a edição 2015.
A Câmara Municipal de Vagos, apesar disso, continuou a acreditar e a desenvolver todos os esforços e conversações no sentido da manutenção da realização deste Festival, tendo em consideração que sempre cumpriu com aquilo que protocolou com os promotores, como aliás em todos os outros compromissos que o Município assume.
Importa dizer, neste momento, que a Câmara Municipal de Vagos sempre acarinhou e apoiou, desde 2009, este evento. Nessa altura, poucos acreditavam no projeto e o Município de Vagos e os Vaguenses fizeram-no sem hesitações.
Recebemos esta notícia com uma grande consternação e enorme surpresa, tendo em consideração que se realiza no Concelho de Vagos há 7 anos consecutivos, com repercussões muito positivas ao nível do desenvolvimento local e regional.
Estamos neste momento a avaliar todo o processo, e tudo faremos para que Vagos continue a ser a Capital do Metal. Contamos com todos os Vaguenses e toda a comunidade do Metal em Portugal para atingir esse objetivo.
Os laços criados entre os Vaguenses e a comunidade metaleira que nos visita, ano após ano, não se romperão neste momento.»

ACTUALIZAÇÃO
A Prime Artists, promotora do evento já respondeu a este comunicado divulgado pela Câmara Municipal de Vagos:

«A Prime Artists, enquanto entidade responsável pelo festival “Vagos Open Air” optou por não expor os motivos que levaram à saída do evento da região, considerando que esses assuntos deverão ser resolvidos em lugar próprio. Esta foi uma decisão ponderada, tendo plena consciência dos efeitos da mesma junto do público do festival. As relações entre a Prime Artists e a Câmara Municpal de Vagos têm-se vindo a deteriorar ao longo dos últimos 4 anos, dado que, desde 2012, têm sido feitas promessas que, recorrentemente, não têm sido cumpridas. A Câmara Municipal de Vagos foi, por diversas vezes, alertada para os riscos que esses sucessivos incumprimentos representavam e que comprometiam a continuidade do festival na região. Em 2015, a situação tornou-se de tal forma insustentável, que consideramos não existirem condições para dar continuidade ao projeto.

Em novembro de 2015, comunicámos, por escrito, essa nossa decisão, sendo que, até à data, não obtivémos qualquer resposta à nossa missiva; o que demonstra um total desinteresse e desrespeito por parte do executivo local para com a Prime Artists, o festival e o seu público.
Lamentamos pelas pessoas da região que sempre nos receberam bem. Enquanto o atual executivo se mantiver à frente dos destinos da Câmara de Vagos, não podemos sequer ponderar a hipótese de voltarmos a investir na região.
Aproveitamos para informar que os nomes Vagos Open Air e VOA são marcas registadas propriedade da Prime Artists.
Por ultimo, gostaríamos de referir que o “Vagos Open Air” não foi o único evento a sair da vila de Vagos. Pelo que deveria ser feita uma reflexão acerca das políticas levadas a cabo pelo atual executivo que tem levado à saída de todos os eventos de relevo da vila.»

Polémicas à parte, a edição de 2016 do VOA realiza-se nos dias 5 e 6 de Agosto na Quinta da Marialva em Corroios. Opeth e Katatonia e os ingleses Anathema são as primeiras bandas que compõem o cartaz.

EGITANA