Chet Faker Lança Novo Single “Get High”

Chet Faker Lança Novo Single “Get High”

Redacção

Depois de renascer do aclamado projeto que Chet Faker lançou em Outubro de 2020 com o calmo e melancólico “Low”, Nick Murphy lançou um vídeo que acompanha o novo single “Get High”.

Nick Murphy está de volta com o projecto Chet Faker, depois de em 2016 ter anunciado que iria lançar música em nome próprio. Despedir-se de Chet Faker e adoptar Nick Murphy – o seu nome verdadeiro – foi a forma de renovação que encontrou e que, segundo o próprio, lhe permitiu uma abordagem mais fluída à música. No novo vídeo, que dá imagem ao single de regresso de Chet Faker, “Get High roda numa caleidoscópica pintura, na qual se vê Nick Murphy ao piano, enquanto cores brilhantes e vivas piscam, ao som do ritmo otimista da música. Sobre “Get High”, Nick Murphy refere, «às vezes, só precisamos de uma pausa. Eu descobri-me quando decidi fugir por um tempo da música e esta acabou por aparecer sozinha».

O projeto de Chet Faker surgiu em 2012 com o EP “Thinking in Textures”, vencedor dos prémios Breakthrough Artist of the Year e Best Independent Single/EP nos AIR Awards. No ano seguinte, “No Diggity” ganhou uma enorme visibilidade quando integrou uma publicidade do Super Bowl. Em 2014, o seu álbum de estreia “Buil on Glass” alcançou o primeiro lugar no top Australian ARIA, tendo estado três vezes no top 10 do triple j’s Hottest 100, tirando o primeiro lugar a “Talk Is Cheap”. O álbum produzido por Chet Faker e escrito a solo iria receber a certificação de platina e ganhou cinco ARIA-Awards, tendo sido reconhecido como Best Male Artist, Best Independent Release, Best Cover Artist, Engineer of the Year e Producer of the Year.

Em 2016, Nick Murphy revelava que o seu próximo trabalho teria o seu nome, tendo lançado em 2017 o EP “Missing Link”. 2019 é o ano em que grava em estúdio um álbum marcado por ritmos eletrónicos e pop, “Run Fast Sleep Naked” e o sublime instrumental “Music For Silence” em Março de 2020, um conjunto de melodias que deu origem a uma app dedicada à meditação, “Calm”.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.

EGITANA