Ciclo de Concertos da ZDB no espaço Novo Negócio [Marvila]

Ciclo de Concertos da ZDB no espaço Novo Negócio [Marvila]

Redacção

A ZDB vai ter um mês de Maio bem preenchido, com o ciclo de concertos no Novo Negócio, que leva ao espaço da Rua do Açúcar, em Marvila, nomes como Rodrigo Amado, Norberto Lobo ou Rebeca Csalog. Sempre às terças-feiras.

O programa das festas arranca no dia 4 de Maio, terça-feira, 19h, com Rodrigo Amado Refraction Solo, projecto desenhado «em solidão como forma de canalizar energias e reflectir sobre o seu próprio percurso. (…) actividade salutar de um dos saxofonistas mais reverenciados do panorama jazzístico europeu, a qual nunca imaginámos estar tanto tempo escondida de olhares públicos. A acontecer em reclusão. E a ser agora revelada».

Na terça-feira seguinte, dia 11, é a vez de Rebeca Csalog e John T. Gast tomarem conta do palco da Galeria Zé dos Bois. O longo e diverso trabalho do britânico John T. Gast tem-se dado a apresentar através de «um realismo mutante». Com uma década de lançamentos «nos mais variados formatos e com as mais brilhantes colaborações», o produtor apresenta agora o espectáculo “No Murmúrio dos Esgotos”. A primeira parte conta com Rebeca Csalog (entre outras referências, marcou presença junto de artistas nacionais como Conan Osíris ou Odete). «Harpista belíssima, capaz de nos transportar mais além».

Uma semana depois, a 18, sobe ao palco Norberto Lobo, «um dos mais acarinhados músicos aparecidos neste país ao longo das últimas duas décadas». Norberto Lobo é um guitarrista cujo trabalho «tem vindo a revelar uma minúcia, sentido de descoberta e criatividade inesgotáveis ao longo de diversos álbuns e inúmeras aparições ao vivo. (…) a música de Norberto Lobo é hoje algo muito seu, sempre fascinante e em busca de novas formas. Presenciá-lo a solo é sempre um acontecimento especial, um vislumbre das suas criações em tempo real».

Por fim, no dia 25 de Maio, igualmente pelas 19h, Dianna Excel apresenta “XL”, o álbum de estreia. Pelas 12 faixas viajamos «entre registos sónicos expressados de maneira líquida e um constante movimento, que joga com as expectativas do seu próprio som. Reflecte o que sente uma mulher trans, navegando pelo início da sua jornada de transição hormonal. Uma intensidade emocional que pode ser tão dura, tão suave e tão melódica ao mesmo tempo». A seguir, Menino da Mãe apresenta O Que Teriam Ouvido Se Estivessem Calados, uma performance com Sal Grosso e Aires. «Em vésperas de lançamento do seu álbum de estreia – 2020 pela casa Extended -, Bernardo Bertrand reimagina Menino da Mãe com uma performance desenhada para o mui apropriado espaço do Novo Negócio da ZDB. Com o nome de O Que Teriam Ouvido Se Estivessem Calados, esta conjura de Menino da Mãe surge como efeito deste período de isolamento que marcou um regresso à escrita de um modo quase compulsivo».

A não esquecer que em Maio, o ciclo “A Vida Continuana Galeria Zé dos Bois vai contar com a participação de Oseias, José Rego, Rudi Brito & Maria Reis, João Dória, Bubacar Djabaté, April Marmara, nastyfactor, Cíntia, Puçanga, Metametal, NGIRI ICE, e LONGO & Gapp. Todas as semanas, de quarta a sexta, às 19h. Informação sobre bilhetes, aqui.

PROGRAMAÇÃO

TERÇA, 4 MAIO 19H
Rodrigo Amado Refraction Solo

TERÇA, 11 MAIO 19H
Rebeca Csalog
John T. Gast apresenta No Murmúrio dos Esgotos

TERÇA, 18 MAIO 19H
Norberto Lobo

TERÇA, 25 MAIO 19H
Dianna Excel apresenta XL

Menino da Mãe apresenta O Que Teriam Ouvido Se Estivessem Calados
Uma performance com Sal Grosso e Aires

Nota: O Novo Negócio da ZDB fica situado na Rua do Açúcar 52, Armazém 3, em Marvila, Lisboa.

EGITANA