Cineteatro Capitólio: 3 espaços em 1 com várias propostas culturais já agendadas

Cineteatro Capitólio: 3 espaços em 1 com várias propostas culturais já agendadas

Redacção

Depois de 30 anos, o renovado Cineteatro Capitólio – Teatro Raul Solnado reabre a 100%, agora, sob a direcção da Sons em Trânsito.

Foto 2018: João Vilarinho (Sons em Trânsito)

Reabriram-se as portas do Cineteatro Capitólio, 30 anos após o seu encerramento. O Vodafone Mexesfest e outras iniciativas já tinham decorrido no Capitólio, mas em 2018, o espaço apresenta uma programação regular em várias áreas, música, teatro, cinema e Stand-Up Comedy. O renovado Cineteatro Capitólio – Teatro Raul Solnado, agora sob a direcção da Sons em Trânsito, apresentou as suas primeiras propostas programáticas e, em simultâneo, vários espectáculos de diversos agentes culturais do país.

Em conferência de imprensa, Vasco Sacramento, director da Sons em Trânsito, começou por salientar a enorme responsabilidade e alegria que é para a Sons em Trânsito ter a concessão do Cineteatro Capitólio durante os próximos 5 anos, tendo como objectivo criar uma identidade e assinatura para a sala, democrática e aberta a todos. Salientou que esta «é uma sala que nos abre várias possibilidades, com lotações em pé, sentadas e outras configurações, preenchendo uma lacuna que Lisboa tinha em espectáculos de média dimensão, de que muitas cidades cosmopolitas dispõem e que a nossa capital oferece, a partir de agora».

Acrescentou ainda, sobre o posicionamento da sala: «Queremos ser complementares e não concorrenciais, criar programação em rede, em articulação com o resto da cidade e do país; desenvolver uma oferta de serviço educativo, que atraia novos públicos, nomeadamente o infanto-juvenil; e estimular o pensamento, com tertúlias e conversas a decorrerem no terraço. O Capitólio quer assinalar os grandes acontecimentos da cidade de Lisboa, como a Eurovisão, os Santos Populares ou a Web Summit.»

O Cineteatro Capitólio – Teatro Raul Solnado constitui um marco fundamental na história da cidade de Lisboa e do país, tendo protagonizado, ao longo das décadas de 30 a 80 do século XX, um papel crucial na produção artística nacional e nas práticas culturais da cidade e da região de Lisboa, acolhendo uma geração de artistas que marcam a história da nação, como Raul Solnado, agora patrono do cineteatro, José Viana, Beatriz Costa, Ivone Silva, Henriqueta Maia, entre muitos outros. A história do Parque Mayer e do Capitólio são, assim, indissociáveis do percurso político, social e intelectual de Portugal.

Para além do papel que desempenhou na história da cidade e do país, o Cineteatro Capitólio – Teatro Raul Solnado é, também, reconhecido internacionalmente pela sua relevância arquitectónica, assumindo-se como símbolo da arquitectura modernista na cidade de Lisboa e sendo classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1983.

O Cineteatro Capitólio abarca 3 espaços distintos: a sala principal que tem capacidade para cerca de 1000 lugares em pé e 400 lugares sentados, tem ainda 2 palcos disponíveis, um no fundo da sala e outro no centro (que se encontra “escondido” no chão e eleva-se sempre que seja utilizado”; um segundo palco mais pequeno nas traseiras do edifício; o terraço que permite a presença de 500 pessoas em pé e cerca de 300 sentadas.

Photographer Nelson Garrido, 2016 | Câmara Municipal de Lisboa, 2016

Sala Principal

Sala Principal com plateia

Terraço

Palco Traseiras

O projecto de requalificação do espaço é da autoria do arquitecto Alberto Souza Oliveira.

Consulta, em baixo, a programação já agendada e consulta www.capitolio.pt para novas confirmações.

23, 24 e 25 de fevereiro | Sérgio Godinho apresenta “Nação Valente”
8 de março | Festival Style Out Loud
16 de março | Jameson St Patrick’s Day
17 de março | 11º aniversário Bloop Recordings
6 de abril | Marco Rodrigues apresenta “Copo Meio Cheio”
7 de abril | LINIKER e os Caramelows
13 de abril | PAUS apresentam novo disco
14 de abril | Rhys Lewis
28 de abril | Héber Marques apresenta “Em Teu Nome”
17 de maio | Erlend Oye
24 de maio | Elisa Rodrigues apresenta novo disco
7 de junho | Beth Ditto
20 de junho | Cícero
13 e 14 de julho | Clazz Jazz Festival
28 e 29 de setembro | The Famous Fest
23 e 24 de novembro | Vodafone Mexefest