A Filosofia de Lemmy

A Filosofia de Lemmy

Tiago da Bernarda

Recorda algumas das palavras mais memoráveis do líder dos Motörhead.

A noite de segunda-feira passada marcou-se pela notícia da morte de Lemmy Kilmister, aos 70 anos depois de uma luta agreste contra um cancro. Afiada e sem papas, a língua de Lemmy era sobretudo a língua de uma estrela de rock. Ficam aqui algumas duas suas melhores citações.

“A morte é inevitável. Tornas-te mais consciente disso quando se chega à minha idade. Não me preocupo com isso. Estou preparado. Quando morrer, quero ir a fazer aquilo que faço melhor. Se morresse amanhã, não seria capaz de reclamar. [A vida] tem sido boa.”

“As pessoas não se tornam melhores quando morrem. Apenas falam delas como se fossem. Mas não é verdade. Continuam a ser uns cabrões. A única diferença é que são uns cabrões que morreram.”

“Sabes qual é a coisa mais importante na vida? Sentido de humor. Perdes isso e estás feito. Mais vale dares um tiro nos miolos.”

Se te achas demasiado velho para o rock n’ roll, é porque és.

“Se queres ser uma estrela, então sê uma estrela. Ninguém quer ver o vizinho do lado em palco. Querem ver uma criatura de outro planeta.”

lemmy

“Quando passas pelas tapeçarias da vida, apercebes-te que grande parte das pessoas que conhecesses não servem nem para engraxar os teus sapatos. É triste, mas é verdade. Um verdadeiro amigo é aquele que estaria disposto a esconder-te quando és acusado de homicídio. Quantos desses é que conheces?”

“Não gosto de arrependimentos. Acho-os uma inutilidade. Não tenho tempo para arrependimentos. Já está feito, certo? Já viveste a tua vida. Não adianta querer voltar e mudá-la.”

“Se não fizeste nada na vida que te beneficiasse, então tiveste um tédio de vida. O que posso eu fazer? Tudo o que é agradável nesta vida é perigoso.”

“As pessoas esquecem-se que fazer sexo é divertido. É a coisa mais divertida que podes fazer sem te rires.”

“Born to lose, live to win.”

EGITANA