Comunicado Oficial: Club de Vila Real encerrou portas

Comunicado Oficial: Club de Vila Real encerrou portas

Redacção
Carlos Sousa

Com a Pandemia Covid-19, as salas de pequena dimensão não têm condições físicas para funcionar ao abrigo das medidas de segurança actualmente em vigor. Sem apoios muitas delas poderão não conseguir resistir.

O Club de Vila Real com 125 anos de existência encerrou portas depois de ter recebido uma acção de despejo do local que ocupou durante mais de uma centena de anos. No entanto, prometem não baixar os braços e ir à luta. A Arte Sonora falou com o seu presidente, Luís Cardoso e tentámos perceber a realidade e as dificuldades que estes espaços estão a enfrentar, num artigo que podes ler, aqui.

Deixamos em baixo o comunicado oficial e integral do encerramento do Club de Vila Real.

«O Club de Vila Real é uma Associação Cultural e Desportiva que celebra neste momento 125 anos de existência, reconhecida como entidade de interesse histórico e cultural ou social local, tem a sua sede há mais de uma centena de anos na principal avenida da cidade de Vila Real, e por lá aconteceram bailes, foi também criada uma das primeiras bibliotecas da cidade e era essencialmente um Club exclusivo e restrito a sócios que tinham de ser previamente aprovados como tal.

A partir de 2008 foi liberalizado o processo de adesão a novos sócios e na última década o Club de Vila Real fortaleceu o seu carácter cultural e de oferta artística, sendo responsável neste período por mais de 1000 eventos culturais, metade dos quais concertos, assumindo-se como uma das mais ativas casas de espetáculo a nível nacional. Porém nos últimos anos o Club de Vila Real tem atravessado diversas dificuldades, tendo encerrado em 2017, e reaberto em 2018 com uma nova equipa que tem lutado para manter este espaço vivo desenvolvendo várias atividades culturais na sua sede e criando projetos artísticos com a comunidade local.

Num edifício histórico mas igualmente degradado, têm sido constantes os problemas com o imóvel existindo mesmo a obrigatoriedade de obras por parte da Proteção Civil desde 2018, contudo os senhorios nunca se disponibilizaram para concretizar as mesmas.

Esta nova equipa e direção do Club de Vila Real, é constituída maioritariamente por produtores, técnicos, músicos e pessoas ligadas a outras áreas culturais e criativas com uma grande experiência no desenvolvimento de projetos e produção de eventos. Contudo, apesar das sucessivas tentativas, nunca existiu disponibilidade ou abertura por parte do poder local para trabalhar novos projetos com a nossa associação.

Desta forma, anunciamos o fim do Club de Vila Real neste espaço. Sem condições para pagar os 5 meses de rendas que ficaram em atraso desde o início desta crise pandémica, e sem qualquer apoio ou ajudas, o Club é obrigado a abandonar a sua sede centenária até ao fim do presente mês de Julho e em acordo com os senhorios do imóvel.

Importante referir que não é o fim do Club de Vila Real como associação e continuamos a trabalhar para perpetuar a sua existência. Novos projetos estão a ser desenvolvidos e no futuro esperamos encontrar uma nova casa com as condições necessárias para nos voltarmos a encontrar e retomar o nosso trabalho para prolongar a história do Club de Vila Real.»