“CORPO i ALMA” é o novo disco duplo de Pedro Abrunhosa

“CORPO i ALMA” é o novo disco duplo de Pedro Abrunhosa

Mariana Matos

O novo trabalho de Pedro Abrunhosa foi lançado a 27 de Novembro e já está disponível para audição e compra.

Neste ano atípico de 2020, o músico decidiu aceder ao pedido de tantas pessoas que há mais de uma década lhe vêm pedindo uma antologia. Deste modo, selecionou 36 canções, do “CORPO” e da “ALMA”, nascendo assim “CORPO i ALMA”.

Relativamente à estrutura do trabalho, nas 18 canções que integram a parte “ALMA” do álbum encontram-se “Lua” do disco de estreia “VIAGENS” (1994), “Momento (Uma Espécie de Céu)” de “MOMENTO” (2002) e “Pode O Céu Ser Tão Longe” de “LONGE” (2010), que marcam o lado introspectivo de uma discografia que encontra no “CORPO” o seu contraponto, como em “Dá-me Tudo O Que Tens Para Me Dar” de“TEMPO” (1996), “Diabo no Corpo” de PALCO (2003) ou “É Preciso Ter Calma” e “Socorro” de VIAGENS (1994).

Ao longo deste projecto duplo podemos ainda redescobrir duetos que Pedro Abrunhosa foi levando a cabo ao longo do seu percurso, com alguns nomes da música portuguesa como CamanéLila DownsAna Moura, Carolina Deslandes, ou Lenine.

“CORPO i ALMA” é uma prenda de Natal do artista, um quentinho no coração e um aconchego nos ouvido para os que esperam pelo novo trabalho, a ser editado em 2021.