Courtney Barnett: História Ao Vivo em Arquivo Online Gratuito

Courtney Barnett: História Ao Vivo em Arquivo Online Gratuito

Redacção

Com os concertos em standby devido à pandemia, Courtney Barnett decidiu iniciar um arquivo online com toda a sua história. O acesso é totalmente gratuito e os fãs podem participar na sua construção.

Inspirada nos lendários arquivos de Neil Young ou dos Grateful Dead, Courtney Barnett decidiu organizar os seus concertos num documento online disponível aqui.

Desde a primeira actuação numa noite no The Lark Distillery, em 2007, a autora de “Tell Me How You Really Feel” conta já com quase 800 espectáculos no currículo, incluindo concertos a solo, concertos com uma banda de sete elementos e inúmeras participações em festivais. No total, o website reúne mais de 14 anos de história ao vivo.

Contudo, assim que Barnett começou a compilar os vídeos para o website, rapidamente percebeu que o compêndio poderia tornar-se muito maior e, para além de vídeos de concertos, o arquivo inclui misturas nunca antes ouvidas, actuações ao vivo na TV e posters de espectáculos.

Os fãs são encorajados não só a explorar tudo isto no arquivo, mas também a participar no seu crescimento, enviando as suas próprias fotografias, vídeos e gravações áudio dos espectáculos a que assistiram.

Para celebrar o lançamento do website, Barnett partilhou as filmagens do seu único concerto de banda completa em 2020, um espectáculo de uma hora no Hotel Corner.

Apesar do interregno provocado pela pandemia, Courtney Barnett apresentou algumas canções nos últimos meses, como “Sunday Roast” via zoom para o programa de Jimmy Fallon, uma actuação impressionante no concerto beneficente “Music From The Home Front” e a versão virtual de “Everything Is Free” juntamente com Phoebe Bridgers, que podes ouvir no player que se segue.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.

EGITANA