Depois de 22 anos, os Três Tristes Tigres estão de regresso aos álbuns

Depois de 22 anos, os Três Tristes Tigres estão de regresso aos álbuns

Redacção
Cristina P. Pinto

“Mínima Luz”, o disco que marca o regresso dos Três Tristes Tigres aos originais está disponível em CD e em formato digital e no final de Maio chega o vinil.

O sucessor de “Comum” (1998) – o terceiro álbum da dupla que se estreou em 1993 com “Partes Sensíveis”, ao qual se seguiu “Guia Espiritual” (1996) – foi composto e produzido por Alexandre Soares e Ana Deus e conta com a participação do baterista Fred Ferreira, do baixista Rui Martelo, do percussionista Gustavo Costa e da harpista Angélica Salvi, e com cinco poemas originais de Regina Guimarães, um de Luca Argel, um de Ana Deus e traduções adaptadas de poemas de William Blake e Langston Hughes.

«Para este disco comecei por sugerir que a temática se aproximasse de profecias ou rezas, desejos. Sair, na medida do possível, da realidade diária já tão multiplicada em notícias, partilhas e comentários. Mas esquecer o tema também foi importante e inevitável, as circunstâncias de cada um também se manifestaram. O resto resultou de uma rotina quase diária de ensaios e gravações ao longo de dois anos”, explica Ana Deus.

Alexandre Soares enquadra o processo de composição: “A sonoridade foi construída nos últimos dois anos e reflecte esse caminho. A composição e a estrutura do som foram desenvolvidas entre o encontro de guitarras eléctricas de vertente mais rock ou processadas, e acústicas mais espacializadas em contraponto a sintetizadores modulares, e sampler granular. É um retorno à electrónica com percussão acústica a complementar, e também a associar convidados com empatia musical forte. Mas não é a soma das partes que define o som dos Três Tristes Tigres, é a vontade de estar presente no hoje, e ser parte dele também.

Língua Franca”, “À  Tona” e “Galanteio” foram os primeiros singles de “Mínima Luz”, uma edição de autor, que é composta por nove temas. Gravado no Estúdio Sonoscopia, foi misturado no Estúdio Meifumado por Zé Nando Pimenta (excepto “Estado de Espírito” e “Jasmim”, misturados no Estúdio Sonoscopia por Alexandre Soares), e masterizado por Miguel Marques Arda Recording Co.

Devido ao Estado de Emergência, e enquanto não abrem as lojas de discos, “Mínima Luz” está  disponível por encomenda através do mail (correiodostigres@gmail.com). Os interessados podem encomendar o CD e receber um exemplar em casa, por 10€ + portes de envio.