Devin Townsend Apresenta Novo Álbum em Portugal em 2022

Devin Townsend Apresenta Novo Álbum em Portugal em 2022

Redacção

Devin Townsend um dos mais brilhantes e multifacetados artistas do peso progressivo, volta a Lisboa a 29 de Abril de 2022 – e traz um novo álbum na bagagem.

É uma das forças criativas mais produtivas de que há memória no espectro da música pesada e progressiva nas últimas décadas. Depois de ter visto a segunda etapa da digressão mundial de promoção a “Empath” ser cancelada e de ter passado mais de um ano longe da estrada, o canadiano Devin Townsend prepara-se para regressar com a força e o entusiasmo que sempre pautaram o seu percurso ímpar. O retorno faz-se com novo álbum e uma subsequente tour de promoção, que inclui uma paragem em Portugal, para um concerto único no Cineteatro Capitólio, em Lisboa, a 29 de Abril de 2022.

Três anos depois do aplaudido “Empath”, e dois da edição do registo ao vivo “Order of Magnitude: Empath Live, Vol. 1”, o músico vai trazer na bagagem um novo registo de originais, escrito durante a pandemia. Com edição apontada para a Primavera de 2022, “Lightwork”, que foi produzido por GGGarth Richardson e misturado por Joe Baressi, serve assim de mote a um muito aguardado regresso ao nosso país.

Tendo em conta a energia que corre nas veias do “Hevy Devy”, não é de estranhar que tenha decidido aproveitar o seu período de confinamento para se manter tão ocupado quanto a pandemia lhe permitiu. O músico lançou uma série de podcasts de análise à sua brilhante carreira, participou em diversas colaborações a solo ou com outros músicos e fez três atuações online para caridade, que lhe permitiram angariar milhares de dólares para os profissionais de saúde da linha de frente do combate à pandemia. Não satisfeito com tudo isso, ainda arranjou tempo para aproveitar uma onda de inspiração, completando mais uma coleção de música nova.

O material, segundo o próprio, carrega «uma carga de estranheza, que é efervescente e ensolarada». «É muito abstrato e uma espécie de fluxo de consciência», explica Townsend. «É estranho, porque todo disco é um reflexo do tempo em que foi concebido. E este é claramente um tempo estranho.»

Os bilhetes para o concerto custam 28€, à venda a partir de 14 de Junho, nos locais habituais.

EGITANA