EHX Derrota Mooer em Tribunal

EHX Derrota Mooer em Tribunal

Nero

A empresa de pedais nova-iorquina Electro-Harmonix venceu em tribunal um caso de violação de copyright de software por parte da empresa chinesa Mooer. A Mooer terá que indemnizar a EHX com um valor de seis dígitos.

O caso revolveu em torno de dois modelos Mooer, o Mooergarn e o Tender Octaver, que possuíam cópias exactas do software usado nos pedais EHX C9 Organ e Micro POG. Ao clonar os pedais, a Mooer terá copiado a notificação de copyright de software encontrada nas unidades C9 e Micro POG originais, tendo assim a EHX sido alertada para a violação de propriedade. Se o permitem, um pouco como a rábula do aluno que copia na totalidade a prova do colega, incluindo a assinatura deste.

O presidente da EHX, Mike Matthews, abordou o caso: «A Electro-Harmonix venceu as batalhas legais contra estes extorsores laborais nos Estados Unidos e vis mafiosos na Rússia. Após quase dois anos a batalhar, os tribunais chineses declararam-se em favor da Electro-Harmonix através de uma indemnização de seis dígitos. A nossa vitória é total e estes piratas foram colocados a caminhar na prancha!» Podem ler o comunicado da própria marca, no site oficial.

A clonagem de pedais tem-se alargado muito além da réplica da pedais descontinuados em anos recentes. É difícil proteger os direitos de uma placa de circuito, mas a violação de software é uma das formas a partir das quais as empresas lesadas podem agir.

Apesar deste contratempo a Mooer estará presente na próxima NAAM, com enorme foco sobre o mujlti-efeitos GE300 (a apresentar em breve aqui na AS). A EHX também estará presente, mas ainda não adiantou novos produtos, exceptuando as suas novas cordas de guitarra, além do Grand Canyon (anunciado em Outubro passado).