Eric Clapton e a Portuguesa Maro em Versão Deslumbrante de Tears In Heaven [Vídeo]

Eric Clapton e a Portuguesa Maro em Versão Deslumbrante de Tears In Heaven [Vídeo]

Redacção

A cantora portuguesa convidou Eric Clapton e os dois recriaram uma versão conduzida a piano do uber clássico “Tears In Heaven”.

No seu perfil no Facebook, Maro fala sobre o tema e sobre o Slowhand: «Nem sei bem por onde começar… Tenho ouvido a música de Eric Clapton toda a minha vida. Não me lembro de uma altura em que não conhecia o seu trabalho. Lembro-me que assim que tive dinheiro para comprar aquele pequenino quadrado que é o iPod e de ouvir “Layla” uma e outra vez, durante anos. Sinceramente, só parei porque perdi esse iPod, num autocarro para o Laos, portanto, talvez alguém na Ásia esteja a ouvir “Layla” neste momento… Espero que sim! Isto para dizer que as canções do Eric são icónicas, não só para mim, mas para todos, estou segura. E já o disse antes, que para um artista pegue numa canção sua e tenha disponibilidade para a tocar numa tónica diferente, com um arranjo diferente e uma forma bastante específica de gravação, é necessária imensa generosidade. Ao Eric: sei que não há forma de igualar as tuas gravações e interpretações épicas, mas agradeço-te que me tenhas deixado tentar, estarei sempre grata».

Mariana Secca a.k.a Maro, é um pequeno fenómeno na internet, estudou música na Berklee em Boston, e em 2018 editou o seu álbum de estreia. Nesse mesmo ano, Rui Veloso considerou-a como a promessa da música portuguesa para 2018 e Carolina Deslandes disse que era das vozes mais bonitas que já tinha ouvido. Maro tem realizado uma série de vídeos com outros artistas durante a quarentena Covid-19. O álbum homónimo está dividido em três partes e pode ser ouvido, aqui.

Clapton editou originalmente “Tears In Heaven” no álbum “Rush”. A canção, porventura a mais celebrada na discografia do lendário guitarrista foi escrita quando Clapton fez o luto pela morte do seu filho Conor, de apenas quatro anos de idade. nesta versão, o Slowhand troca algumas notas na sua Martin 00028-EC de assinatura e deixa que seja Maro a conduzir o tema ao piano. ambos os artistas partilham estrofes da lindíssima canção.