Eventos de Música Lideram Ranking dos Mais Relevantes e Desejados em Portugal

Eventos de Música Lideram Ranking dos Mais Relevantes e Desejados em Portugal

Redacção

A consultora OnStrategy apresentou os resultados de um estudo que procurou saber quais os eventos mais relevantes e desejados em 2021. Os festivais de música ficaram à frente do futebol.

Mais ou menos um ano depois da paragem abrupta de todas as actividades que envolvem as grandes massas, os resultados do estudo de relevância e desejo de regresso à normalidade dos eventos, realizado junto dos cidadãos portugueses no âmbito do estudo anual RepScore, são mais do que evidentes: os eventos relacionados com música lideram o ranking dos mais relevantes e desejados.

Este trabalho foi desenvolvido de forma contínua ao longo do último semestre de 2020 até Fevereiro de 2021, em conformidade com a certificação das normas ISO20671 (avaliação de estratégia e força) e ISO10668 (avaliação financeira), avaliando os atributos associados à notoriedade, admiração, relevância, preferência e desejo de regresso à normalidade.

Pedro Tavares, Partner e CEO da OnStrategy refere que «os resultados deste estudo vêm reforçar aquilo que tem sido a evidência da saturação e do desejo de voltar à vida normal, sendo a música encarada como o melhor veículo de socialização e de festividade». O mesmo responsável adianta ainda que «não sendo um instrumento polarizador mas provavelmente o mais agrupador de diferentes pessoas, não é estranho que neste cenário de pandemia os eventos relacionados com a música sejam os mais desejados pelos cidadãos e de uma forma transversal às diferentes idades».

A OnStrategy é a consultora que assina o Global RepScore e que avalia, desde 2009, o posicionamento e os níveis emocional e racional de reputação associados a mais de 2.000 marcas em Portugal. Este trabalho foi elaborado tendo por base um trabalho de campo que decorreu em contínuo durante as 52 semanas do ano junto de mais de 40.000 cidadãos online e mais de 10.000 cidadãos presencialmente ou por telefone, sendo os mesmos representativos da sociedade portuguesa no que respeita à distribuição geográfica, género, idade e grau de formação.

Esta metodologia assenta numa abordagem qualitativa no que se refere ao posicionamento da marca, identificando e explorando todos os valores e atributos referidos espontaneamente, e uma abordagem quantitativa para a reputação de marca, indicando e explorando de uma forma induzida a notoriedade, a reputação emocional (admiração, relevância, confiança, preferência, recomendação), a reputação racional (produtos e serviços, inovação e diferenciação, ambiente de trabalho e bem estar, cidadania e responsabilidade social, governo e ética, liderança e visão, performance de negócio e financeira) e os comportamentos consequentes à perceção reputacional.

Numa escala de 10 pontos, este estudo destaca os eventos de música como os mais relevantes e desejados para voltar à normalidade:

ROCK IN RIO (8,6 pts)
NOS ALIVE (8,3 pts)
MEO SUDOESTE (8,1 pts)
CAMPEONATO NACIONAL DE FUTEBOL (7,8 pts)
FESTAS POPULARES (7,6 pts)
SUPERBOCK SUPERROCK (7,4 pts)
CELEBRAÇÕES DE FÁTIMA (7,1 pts)
WEB SUMMIT (6,8 pts)
MEIA / MINI MARATONA DE LISBOA (6,6 pts)
VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA (6,3 pts)

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.
EGITANA