Fado Bicha no arranque da iniciativa pop-up Casa do Capitão

Fado Bicha no arranque da iniciativa pop-up Casa do Capitão

Redacção
Hermes de Paula

Arranca quinta-feira, dia 13 de Agosto e vai até Outubro com uma programação para todas as idades. Concertos, oficinas, DJ sets, leituras, comes e bebes. É a Casa do Capitão, que vai ocupar parte do Hub Criativo do Beato, em Lisboa.

A iniciativa assume-se como um pop up, que decorre entre Agosto e Outubro, e ocupa parte do espaço do Hub Criativo do Beato (HCB), numa parceria com a CTL – Cultural Trend Lisbon, que detém espaços como o Musicbox. O terraço da Casa do Capitão será o maior dos palcos desta programação artística num período marcado pelas dificuldades de realização de eventos.

Perante a pandemia e o medo que paralisa o mundo, urge colocar a tónica na importância da cultura e das artes enquanto catalisadores de acção e resiliência”, refere a CTL em comunicado. “Procuramos dar voz e espaço aos artistas e, à semelhança de outros agentes, quer devolver à cidade de Lisboa alguma da sua expressão cultural”.

O espaço vai estar aberto de quinta-feira a domingo, com programação dirigida a todas as idades. Numa outra parceria com a Praça Hub, haverá também um pop up de comes e bebes, para poder almoçar, jantar ou só petiscar.

A semana de inauguração tem agenda recheada: dia 13 arranca com a exposição “Esplendor na Relva”, com peças de Simão Simões e Maria Goes e curadoria de Mantraste, a partir das 18h. A exposição vai ficar em permanência, para já, na Casa do Capitão e pode ser vista todos os dias (quinta e sexta 17h-21h; sábado e domingo 10h-18h). Às 19h há concerto no terraço com Fado Bicha (8€) e a festa de inauguração segue com um set do DJ A Boy Named Sue (2€), às 20h.

No dia 14, é a vez dos Cave Story (18h30; 6€) e, logo a seguir, há DJ set com Ritmos de Cholulteka aka Bruno Salgado Zayas (DJ e fotógrafo) e Barrio Lindo, o alter-ego de Agustin Rivaldo (20h30; 3€).

A 15 de Agosto, a festa faz-se logo a partir das 14h com DJ set de La Flama Blanca (2€) e a sua Siesta Fiesta, seguindo-se os ritmos suaves de Noiserv, às 18h30 (10€) e ainda Pedro Paulos, que apresenta Brandos Costumes na versão DJ set (20h00; 2€).

O último dia da semana de estreia da Casa do Capitão, dia 16, começa com uma oficina infantil de corpo, som e movimento (10h00) dada pelo colectivo Baileia. Mais tarde, às 17h00, Surma e Alex D’Alva Texeira juntam-se para um concerto conjunto (5€). O dia fecha com um afrobaile da banda Djumbai Djazz e Wilson Vilares, mais conhecido como Celeste Mariposa (19h00, 2€).

De acordo com a regras em vigor, os bilhetes (à venda aqui) comprados para as sessões após as 20h obrigam ao consumo do serviço de restaurante. Também devido às regras de distanciamento social e de forma a garantir a lotação mínima necessária para a realização de alguns dos espectáculos da programação, a compra de bilhetes por mesa obriga a uma compra de grupo na quantidade mínima de lugares estipulado para cada mesa.

Mais informações aqui.