Família de Winehouse contra documentário “Amy”

Família de Winehouse contra documentário “Amy”

Nuno Ribeiro

Segundo o jornal britânico, The Guardian, um porta voz da família de Amy Winehouse, diz que o documentário sobre a cantora, é “enganoso”, fazendo um retrato “desequilibrado” da estrela problemática.

“Amy” ainda não estreou e já está a causar polémica.  A data da estreia está marcada no Festival de Cannes no próximo mês e nas salas britânicas dia 3 de Julho. O documentário pretende retratar a vida e a morte de Amy Winehouse, com material inédito, como imagens, músicas e depoimentos da cantora britânica.

Em comunicado, um porta-voz da família de Winehouse diz que eles «gostariam de se distanciar do próximo filme sobre a sua saudosa e amada Amy», continuando, «eles acham que o filme é uma oportunidade perdida para celebrar a sua vida e talento, e que é muito enganoso contendo algumas inverdades básicas.»

Os produtores já se defenderam explicando que «quando fomos procurados para fazer o filme, abraçámos o projecto com o total apoio da família de Winehouse, abordámos o projecto com total objetividade, como aconteceu com Senna. Durante o processo de produção, realizámos cerca de 100 entrevistas com pessoas que conheciam Amy Winehouse; amigos, familiares, ex-companheiros e membros da indústria da música que trabalharam com ela. A história que o filme conta é um reflexo dos resultados destas entrevistas.»

O documentário conta com a produção de James Gay-Reens e é realizado por Asif Kapadia, que ganhou dois prémios BAFTA em 2010 com o documentário “Senna”, sobre o piloto de Formula 1, Ayrton Senna.

Amy Winehouse foi encontrada morta na sua casa em Camden, Londres, no dia 23 de Julho de 2011, por excesso de álcool.

1_aw_amy_onlineonly_v-2large

EGITANA