Festival Emergente 2020 regressa para uma 2ª edição

Festival Emergente 2020 regressa para uma 2ª edição

Mariana Matos

O Emergente regressa no dia 3 de Dezembro ao Capitólio em Lisboa.

Em vez de cancelarem o festival, a organização decidiu reinventá-lo num novo formato misto, presencial e em live streaming.

O Emergente aposta em artistas independentes e em jovens talentos nacionais, por isso, o line-up deste ano resulta diretamente do “Open Call” “SUPER EMERGENTES”.

Foram recebidas 50 candidaturas de bandas e artistas, mais tarde submetidas a uma votação online, que contou com cerca de 5000 votantes: 2 bandas foram escolhidas diretamente pelo público, 3 foram convidadas pela organização do festival e outras 3 por um júri constituído por Tiago Castro (SBSR.fm), Francisco Duque (Camaleão), João Araújo (Festival Rodellus), Vitor Belanciano (Público) e Carlos Gomes.

Mediante a sua atuação no festival serão atribuídas às bandas participantes dois prémios, a serem anunciados a 30 de Novembro, Melhor Concerto e Melhor Projeto Musical. Os prémios serão respetivamente, uma nova atuação no Festival Emergente e no Festival Rodellus em 2021 e a gravação de um master de EP ou álbum nos estúdios do Camaleão, em Lisboa.

No dia 3 de Dezembro poderás ouvir no palco do Capitólio, entre as 16h e as 22h, os finalistas Lana GasparøttiVila MartelMetaHause Plants e Dream People, aos quais se juntam CíntiaRui Rosa Fugue. Os bilhetes custam 15€ para assistir ao vivo ou 6€ em live streaming.

Para saber mais sobre o Festival Emergente podes consultar o site.

EGITANA