Gibson TV, Icons: Dave Mustaine

Gibson TV, Icons: Dave Mustaine

Redacção

Estreou o quinto episódio do programa “Icons” – uma série de extensas entrevistas com alguns dos mais icónicos artistas, produtores e pioneiros do mundo da música. Até agora estavam disponíveis episódios com Tony Iommi, Kirk Hammett ou Jerry Cantrell. No novo episódio, a Gibson TV senta-se com o lendário guitarrista, vocalista, compositor, fundador e líder dos Megadeth, Dave Mustaine.

Neste olhar íntimo sobre a sua viagem musical, Dave partilha histórias muito pessoais sobre a sua infância, a sua carreira musical e o legado duradouro dos Megadeth. Fotografias e filmagens raras da carreira de Dave e da sua vida tumultuosa pintam um retrato de um homem que já superou tanta coisa e, no entanto, nunca perdeu o seu amor absoluto por tocar guitarra e criar música. Mundialmente famoso, o pioneiro do thrash metal Dave Mustaine fundou os Megadeth há 35 anos, desenvolvendo o género thrash metal com o álbum de estreia da banda, “Killing Is My Business… And Business Is Good!

Os Megadeth já venderam mais de 38 milhões de álbuns, ganhando muitos louvores ao longo do caminho, incluindo um GRAMMY®, além de 12 nomeações adicionais a estes prémios, e cinco álbuns consecutivos a atingir nos Estados Unidos a platina/multi-platina, incluindo esse marcante trabalho de 1992, “Countdown to Extinction”. Em todo o seu catálogo discográfico, Mustaine alcançou um impressionante número de vendas de quase 50 milhões de álbuns em todo o mundo.

A banda está actualmente a trabalhar no seu 16º álbum de estúdio.

«A entrevista de Dave traz um olhar íntimo sobre os altos e baixos da sua incrível carreira, mostrando como ele é tenaz e tudo o que fez para manter os Megadeth activos», diz Cesar Gueikian, CEO Gibson Brands. «A entrevista revela também um lado sensível e vulnerável de Dave que as pessoas nunca viram antes, e é verdadeiramente inspirador como ele transcendeu as suas próprias lutas pessoais. A Gibson está comprometida com a honra de trabalhar com Dave Mustaine e de dar vida à sua visão criativa», remata evocando os modelos de assinatura recentemente anunciados.

EGITANA