O som de Hauschka em Portugal

O som de Hauschka em Portugal

Nuno Ribeiro

O pianista alemão, Hauschka, vai estar em Portugal para dois concertos, dia 27 de Maio, na Casa da Música, no Porto, e dia 28 no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Volker Bertelmann responde pelo nome de Hauschka, a identidade com que se tem afirmado como pianista e compositor, com uma abordagem profundamente emocional e experimental. A inspiração vem de uma longa linhagem de criadores singulares, de John Cage a Aphex Twin.

E isso resulta não só em trabalhos que recolhem os mais sentidos elogios e aplausos, como o recente “Abandoned City”, mas também, e talvez sobretudo, em concertos intensos onde Hauschka leva ao limite as possibilidades tímbricas e texturais do seu instrumento.

Bertelmann é membro dos Music A.M., um projeto paralelo que envolve Stefan Schneider dos To Rococo Rot e Lucas Sutherland dos Long Fin Killie. Em colaboração com Torsten Mauss entra no experimentalismo da música electrónica sob o pseudónimo Tonetraeger.

Tanto o concerto no Porto como em Lisboa, começam às 21h, com ambos os bilhetes a custarem 25€.

Foto: Mareike Foecking

EGITANA