JUR: Cave Story, Aranhiços na Garagem

JUR: Cave Story, Aranhiços na Garagem

Redacção

A meio de concertos e desenvolvimento de ideias para um sucessor ao EP “Spider Tracks”, os Cave Story vão abrir a rota urbana da Jameson, dia 22, no Musicbox.

Os Cave Story nasceram em 2013, nas Caldas da Rainha. Gonçalo Formiga (voz e guitarra), Pedro Zina (baixo) e Ricardo Mendes (bateria) dão vida a um projecto rufia, onde expressões catitas como garage, post, punk, pop ou rock, servem para pouco mais que permitir antever “esganamento” eléctrico.

A sonoridade resultante do seu trabalho explora a obscuridade musical através de arranjos aveludados e cinzentos, mas há sempre lugar para alguma amplitude sonora de festa e vício. No final de 2014 lançaram o seu primeiro EP, “Spider Tracks”.

Vamos tocar algumas músicas novas, que ainda não foram editadas.

O que poderemos esperar do vosso concerto no Jameson Urban Routes ? Vai haver surpresas?
Algumas músicas novas que ainda não foram editadas e que serão em breve, não será surpresa, mas é uma novidade.

Para além do vosso, que outros concertos do JUR aconselham o público a assistir?
Não queremos que nos escape algo que todos deviam ver e nós ainda não sabíamos, por isso vejam tudo o que conseguirem. Do que sabemos, não se pode perder Inga Copeland, HHY & The Macumbas, Telepathe, La Femme.

Para quem ainda está indeciso se deve ir ou não assistir ao vosso concerto, que argumento(s) utilizariam para os convencer a ir até ao Musicbox?
Ouvi dizer que os Galgo vão distribuir pastéis de bacalhau. Entrada grátis mais refeição ligeira… Só se pode ganhar.

Se fossem vocês os curadores do JUR, que bandas proponham para a edição de 2016?
A dificuldade a responder a essa pergunta só reflecte que os promotores andam a trabalhar bem. Além disso ainda falta um ano e até lá muita coisa podemos descobrir. Gostava de ver um set da Holly Herndon se até lá não regressar… voltar a encontrar os Girl Band por exemplo. O Musicbox seria um bom P.A. para ouvir os Ghost Hunt.

Falando em 2016, quais são as perspectivas de futuro para o vosso projecto?
Vamos lançar mais música, um LP, EP’s Singles e continuar a tocar. Por agora soa-nos ao melhor plano possível.

EGITANA