Jason Isbell, A Versão de “Sad But True” do Ás do Country

Jason Isbell, A Versão de “Sad But True” do Ás do Country

Redacção

Depois do anúncio da gargantuesca reedição do 30º aniversário do Black Album, os Metallica vão desvendando algumas das muitas raridades que estarão incluídas no novo disco. A versão do guitarrista Jason Isbell de “Sad But True” já está disponível para ouvir.

Os Metallica vão assinalar o 30º aniversário do seu homónimo quinto álbum (o Black Album) – com dois lançamentos marcantes, ambos a 10 de Setembro na Blackened Recordings, editora da banda: uma nova edição do emblemático disco e um álbum de tributo, “The Metallica Blacklist”, com versões de artistas como St. Vincent, Ghost, Miley Cyrus, Elton John ou Royal Blood. Remasterizado para a melhor qualidade sonora, o Black Album estará disponível em múltiplos formatos e carregado de brindes e raridades.

Uma dessas pérolas é uma versão demotape do tema que tem um dos riffs mais famosos de todos os tempos, “Enter Sandman”, gravado por James Hetfield e Lars Ulrich na cave do baterista a 12 de Julho de 1990 e que podes ouvir no artigo que lhe dedicámos.

Outra das raridades já estreadas surge extraída das sessões finais no estúdio One On One, em Los Angeles, onde a banda trabalhou com o produtor Bob Rock – uma experiência que motivou alguns conflitos. Uma história para outra altura, para já podes disparar o player e ouvir o 36º (!!!) take que os Metallica fizeram para “Sad But True”. A banda aproveitou ainda para mostrar a versão de St. Vincent para o mesmo tema.

No seguimento dessa estreia e confirmando que estaremos várias semanas a curtir este disco, o guitarrista Jason Isbell, elemento dos The 400 Unit e ex-integrante de Drive-By Truckers, também apresentou a sua versão do icónico tema. Isbell recentemente viu a Fender criar-lhe uma Telecaster de assinatura, sobre a qual podes ler mais aqui.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.
EGITANA