João Gil e 5 convidados transformam o Capitólio numa Caixa de Luz durante 5 noites [ADIADO]

João Gil e 5 convidados transformam o Capitólio numa Caixa de Luz durante 5 noites [ADIADO]

Redacção

ACTUALIZAÇÃO: A actual situação de saúde pública que levou ao encerramento das salas de espectáculo obriga João Gil e os convidados Ana Bacalhau, António Zambujo, Elida Almeida, Jorge Palma e Tatanka, a adiarem novamente as 5 noites do espetáculo CAIXA DE LUZ, inicialmente agendadas de 27 a 31 de Janeiro, e depois re-agendadas de 3 a 7 de Março, para os dias 14, 15, 16, 17 e 18 de Abril. Os bilhetes previamente adquiridos dão acesso automático às novas datas.

NOVAS DATAS CAIXA DE LUZ
João Gil convida Elida Almeida: passa de 3 de Março para 14 de Abril
João Gil convida Jorge Palma: passa de 6 de Março para 15 de Abril 
João Gil convida Tatanka: passa de 4 de Março para 16 de Abril
João Gil convida Ana Bacalhau: passa de 5 de Março para 17 de Abril
João Gil convida António Zambujo: passa de 7 de Março para 18 de Abril

 


De 27 a 31 de Janeiro, João Gil convida António Zambujo, Tatanka, Ana Bacalhau, Jorge Palma e Elida Almeida, respectivamente, para 5 noites de partilha numa Caixa de Luz, no Capitólio.

Esta residência artística de João Gil celebra a música, a vida e a palavra num palco que se transforma, como o próprio nome indica, numa Caixa de Luz, que apesar da pandemia e da moldura restritiva que impõe à realização de espectáculos ao vivo, ilumina as fronteiras que habitualmente separam artista e público. Numa fusão cúmplice entre histórias e estórias, estas 5 noites de luz e trovas, com assinatura de João Gil e participação especial dos seus 5 convidados, guiar-nos-ão pelo caminho do que está para chegar. António Zambujo, Tatanka, Ana Bacalhau, Jorge Palma e Elida Almeida foram os nomes escolhidos.

No final de 2020, João Gil lançou o single O Exacto Oposto, uma ode à vontade de Mudança e ao Amor enquanto catalisadores de actos de bravura, fundamentais para as grandes conquistas. Em “O Exacto Oposto”, que sucede ao tema “A Marcha da Polícia”, editado em Julho do mesmo ano, João Gil volta a assinar a autoria da música e letra, reforçando a chamada de atenção para os movimentos anti-democráticos que têm crescido um pouco por todo o mundo, colocando em causa regimes democráticos e a estabilidade social.

Os bilhetes já se encontram à venda e custam 15€ e o passe para todos os concertos 50€.

EGITANA