Joep Beving em estreia absoluta em Portugal no Misty Fest

Joep Beving em estreia absoluta em Portugal no Misty Fest

Redacção

O pianista holandês, Joep Beving, actua em Lisboa, Espinho e Coimbra em Novembro.

O pianista holandês começou por lançar algumas das suas gravações em plataformas de streaming e acabou por desistir do seu emprego, quando se apercebeu da alcance das publicações. Depois de mais de 85 milhões de plays, não havia dúvida de que Beving tinha conquistado os internautas.

O facto de ser um dos pianistas vivos mais escutados no mundo atualmente diz muito do alcance da particular visão do holandês Joep Beving. Com quase dois metros de altura, barba e cabelo abundante, a sua imagem não corresponde, provavelmente, ao que se imagina se nos depararmos com uma peça como “Sleeping Lotus” numa plataforma de streaming (só no Spotify soma mais de 40 milhões de plays), a sua vertente melancólica traduz-se em melodias de profunda capacidade de envolvimento o que já levou a que as suas composições sejam descritas como “música para os sonhos”.

“Henosis”, o mais recente e triunfal álbum de Joep Beving, vencedor de um prémio Edison, é já o seu terceiro trabalho para a mundialmente famosa Deutsche Grammophon, a mais conceituada editora no mundo da música clássica e erudita. Será esse o álbum que servirá de base a esta apresentação, com passagem por momentos chave da sua obra anterior igualmente assegurados.

Joep Beving actua a 12 de Novembro no Museu do Oriente em Lisboa, no dia seguinte em Coimbra e no dia 14 no Auditório de Espinho.