José Mário Branco apresenta nova colectânea e caixa com discografia completa

José Mário Branco apresenta nova colectânea e caixa com discografia completa

António Maurício

Ambas as edições ficam disponíveis para compra no mês de Novembro, em CD, streaming e download digital.

Em 2017, José Mário Branco, cantor, compositor, produtor, director musical, actor e activista comemorou os seus 50 anos de carreira. Nesse mesmo ano, a sua obra completa de longa-duração foi reeditada e foi publicado o duplo álbum “Inéditos”, com material inédito em disco ou fora do catalogo. Para encerrar as comemorações de cinquentenário de carreira, a Warner Music apresenta “Canções Escolhidas”: uma escolha de 16 temas, seleccionados pelo próprio José Mário Branco, disponível em CD a partir de dia 23 de Novembro.

Os 16 temas, organizados cronologicamente, são uma escolha que o próprio José Mário Branco define como «um possível primeiro contacto», «ao encontro dos “tempos que correm”, das pessoas que desconhecem ou conhecem mal a minha obra e das muitas que nem sabem que eu existo». Um percurso pessoal que evita os êxitos mais evidentes e lança luz sobre algumas das melhores e mais duradouras canções da obra do cantautor, como “A Morte Nunca Existiu”, “Inquietação”, “Onofre” ou “Engrenagem”. Em simultâneo com o lançamento de “Canções Escolhidas“, será também lançado – em edição limitada e numerada com Certificado de Autenticidade assinado – uma caixa de nove CDs que reúne a discografia integral de José Mário Branco: “Mudam-se os Tempos Mudam-se as Vontades” (1971), “Margem de Certa Maneira” (1972), “A Mãe” (1978), “Ser Solidário” (1982), “A Noite” (1985), “Correspondências” (1990) (todos nas versões restauradas em 1996 por José Manuel Fortes sob a supervisão do próprio José Mário Branco) e “Resistir é Vencer” (2004); o disco Ao Vivo em 1997; e a recolha “Inéditos” (1967-1999).

Ambas as edições à venda no dia 23 de Novembro, em CD, streaming e download digital.