Kim Gordon arrasa Courtney Love e Billy Corgan

Kim Gordon arrasa Courtney Love e Billy Corgan

Nero

O livro autobiográfico da Miss Sonic Youth, “Girl In A Band: Memoirs”, é editado no final de Fevereiro.

Livro a roçar o obrigatório. “Girl In A Band” conta memórias de Kim Gordon (baixista/guitarrista de Sonic Youth). Para já, é um retrato, na primeira pessoa, dos Sonic Youth e depois Kim Gordon não se poupou a cerrar os punhos. No The Guardian foram publicados alguns excertos do livro, entre os quais um nada simpático com Courtney Love. «Ninguém pára para questionar o distúrbio por trás do seu LA glamour tipo tarântula – sociopatia, narcismo – porque é tudo bom rock n’ roll, bom entretenimento! Tenho pouca tolerância para comportamentos manipulativos e egomaníacos, e tenho que relembrar-me repetidamente que essa pessoa pode estar doente mentalmente».

Billy Corgan é um chorão (…) e os Smashing Pumpkins não são nada punk rock

Gordon comenta ainda, em discurso directo, a relação de Courtney Love com Billy Corgan. A apreciação de Gordon aos Smashing Pumpkins e ao seu líder é implacável: «A Courtney pediu conselhos sobre o seu affair secreto com o Billy Corgan. À simples menção do Billy Corgan pensei “Ewwwwww”, ninguém gosta dele, é um chorão e os Smashing Pumpkins levavam-se demasiado a sério não são, de forma alguma, punk rock».

kim-gordon-memoir cover

Kim Gordon não tem medo de telhados de vidro e também faz confissões sobre o fim do seu casamento com o colega de banda Thurston Moore, motivado por uma infidelidade de Moore: «Ninguém consegue entender como o Thurston, que sempre teve um bom nariz para quem se aproveitava dele, para a groupie, a maluquinha ou a pendura, se deixou arrastar por ela. Senti alguma compaixão pelo Thurston… mas isso é muito diferente de perdoar».

A Vogue também partilhou um excerto de “Girl In A Band: A Memoir”. O livro é editado dia 24 de Fevereiro.

EGITANA