Muddy Waters and The Rolling Stones: Live at the Checkerboard Lounge 1981

Muddy Waters and The Rolling Stones: Live at the Checkerboard Lounge 1981

Redacção

No dia 22 de Novembro de 1981, os Rolling Stones tocaram com um dos heróis musicais da banda, Muddy Waters. O concerto tem tanto de histórico como de acidental.

Tal como um grupo de amigos sabe que aquelas noitadas inesquecíveis surgem sem grandes planos, terminando em deboche épico que será contado e recontado nos anos vindouros, os músicos sabem que as melhores actuações também seguem esta leis do caos. Mick Jagger, Keith Richards, Ronnie Wood e Ian “Stu” Stewart experimentaram esta teoria muitas vezes ao longo da sua carreira. Uma dessas vezes aconteceu no clube do próprio Muddy Waters, o Checkerboard Club, em Chicago.

A banda estava no Illinois a preparar-se para começar uma estadia de três dias no hotel Rosewood Horizon, como parte da tour de divulgação de “Tattoo You”. Perante a perspectiva de uma noite de folga, os Stones não hesitaram em visitar a lenda do blues no seu clube, já que estavam na cidade ventosa.

Para sorte de todos os que foram tomar um copo nessa noite, acabaram por poder ver e ouvir os Stones com o homem que escrevera a letra que deu o nome à banda, assim como Buddy Guy (com quem os Rolling Stones colaboraram pela última vez em “Shine A Light”) e Junior Wells. Um verdadeiro bando de extraordinários patifes, a divertir-se à grande. Para sorte de todos nós, a performance foi totalmente gravada para a posteridade. Durante décadas o som imagens apenas existiu em bootlegs. Até que em 2012, o concerto recebeu tratamento para um lançamento oficial.

A edição inédita, com título “Muddy Waters and the Rolling Stones: Live at the Checkerboard Lounge 1981“, retrata a actuação ao vivo de Mick Jagger, Keith Richards, Ronnie Wood e Ian “Stu” Stewart no clube do próprio Muddy Waters, o Checkerboard Club em Chicago. A mistura e masterização do DVD esteve a cargo de Bob Clearmountain e apresenta-se em formato DTS Surround Sound, Dolby Digital 5.1 e Dolby Digital Stereo. A edição também inclui um CD com algumas faixas selectas do concerto.

Waters morreria pouco mais de dois anos depois deste concerto, quando sofreu paragem cardio-respiratório durante o sono, a 30 de Abril de 1983. Tinha 70 anos de idade.

EGITANA