Muse, Detalhes da Simulation Theory World Tour

Muse, Detalhes da Simulation Theory World Tour

Nero

Imagens de ensaios de produção para a próxima digressão mundial dos Muse revelam lasers, máquinas arcade e cyborgs gigantes.

Os Muse têm vindo a revelar ao público várias imagens de antecipação da digressão mundial de Simulation Theory. Uma das novas imagens revela um gigante cyborg em palco (quiçá uma homenagem aos Queen, banda entre as maiores referências para os Muse, e ao icónico álbum “News Of The World”). O trio prepara-se para levar o seu oitavo álbum de estúdio para a estrada, iniciando a digressão no próximo dia 22 de Fevereiro, em Houston, no Texas.

 

View this post on Instagram

 

We’re coming to get you #simulationtheoryworldtour Tickets at muse.mu/tour or click the link in bio

A post shared by MUSE (@muse) on

Com a produção a ser ultimada, a banda revelou um pouco do que os fãs podem esperar. A julgar pelas imagens publicadas no Instagram, a acompanhar os Muse estará esse cyborg enorme, a disparar raios laser pela boca. Um dos elementos centrais de uma produção que será certamente diferente daquela que Portugal teve oportunidade de assistir no Rock In Rio 2018.

 

View this post on Instagram

 

#wildthing #simulationtheoryworldtour

A post shared by MUSE (@muse) on

 

View this post on Instagram

 

Getting geared up #simulationtheoryworldtour

A post shared by Matt Bellamy (@mattbellamy) on

Já na semana passada, Matt Bellamy havia publicado um teaser onde surgia enclausurado no exoesqueleto de um robô gigante. Com o frontman da banda a referi que se estava a «equipar para a #simulationtheoryworldtour».

Não deixa de ser surpreendente que esta tecnologia seja revelada como parte da produção da digressão, afinal Bellamy havia sugerido que a banda se pretendia afastar de muito do aparato de digressões anteriores. À BBC, Bellamy confessava mesmo que estava «mais interessado em envolver mais pessoas a figurar no espectáculo. Não através de dança, mas através de algum tipo de coreografias teatrais». O músico continuava: «Já fizemos muita coisa com tecnologia – os ecrãs, os drones e tudo isso – e acho que é altura de fazer algo que envolva pessoas, que consigamos juntar um elenco capaz de dar vida às nossas canções».

 

View this post on Instagram

 

Warming up the #bigdrums #simulationtheoryworldtour Tickets at muse.mu/tour or click the link in bio

A post shared by MUSE (@muse) on

 

View this post on Instagram

 

Coming to an arcade near you #simulationtheory

A post shared by MUSE (@muse) on

É certo que os teasers revelados pela banda não invalidam esse desejo de Bellamy, mas fazem pressupor que a tecnologia afinal continuará a ser preponderante nos concertos dos Muse. De uma ou de outra forma, cá os esperamos em Julho.