“Native Invader”, o novo álbum de Tori Amos

“Native Invader”, o novo álbum de Tori Amos

Redacção

“Native Invader” é o 15.º álbum de estúdio de Tori Amos, sucedendo-se a “Unrepentant Geraldines”, de 2014. Tem data prevista de edição a 8 de Setembro.

Este será o seu primeiro lançamento através da Decca Records.

«As músicas de ‘Native Invader’ estão a ser impulsionadas pelas Musas para encontrarem maneiras diferentes de enfrentar desafios imprevistos e, em alguns casos, conflitos perigosos. O disco olha para a Natureza e como ela, através da resiliência, se cura a si própria. As canções também lidam com a questão: qual é a nossa parte na destruição da nossa terra, bem como de nós mesmos, e nas nossas relações uns com os outros. Na vida podemos ser surpreendidos com fogos inesperados, cheias, terramotos ou qualquer cataclismo – tanto dentro como fora das nossas mentes. Sonicamente e visualmente, quis analisar a forma como a Natureza cria com as suas forças opostas, tornando-se a última regeneradora através dos seus ciclos de morte e renascimento. Uma e outra vez ela consegue renovar-se. Poderemos encontrar esta renovação em nós mesmos?», escreve Tori sobre o novo álbum.

Uma pioneira, Tori foi a primeira artista de uma editora multinacional a oferecer um single para download. Nomeada para vários prémios Grammy, Tori Amos já viu as suas canções serem transformadas em romances gráficos e produziu vídeos inovadores ao longo de toda a carreira. No final de 2016, lançou o tema “Flicker” para o aclamado documentário da Netflix “Audrie and Daisy”, abordando questões ligadas à violação nas escolas. Uma célebre humanitária, Tori é cofundadora da RAINN (Rape, Abuse and Incest National Network), que é a maior organização nos EUA contra a agressão sexual.

A digressão europeia de Tori Amos arranca a 6 de setembro na Irlanda. A 4 de outubro atua no célebre Royal Albert Hall, em Londres. Até ao momento não há qualquer data marcada em Portugal.

EGITANA