O cartaz do Reverence Valada’15 começa a crescer…

O cartaz do Reverence Valada’15 começa a crescer…

Nuno Ribeiro

Depois dos já anunciados The Horrors, Sleep, Alcest, Samsara Blues Experiment e Calibro 35, entre outros, juntam-se agora ao cartaz do Reverence Valada os Grave Pleasures, Electric Eye, The Altered Hours e One Unique Signal.

Quatro nomes que pretendem reforçar a ideia de que, mais que “apenas” uma exposição psicadélica, o festival pretende afirmar-se como um evento multi-cultural, que celebra nomes consagrados e apresenta propostas emergentes ao público português, com uma grande variedade de estilos que vai do psych ao doom, passando pelo shoegaze, pós-punk, stoner, desert, space rock «e tudo o que está no meio», afirma a organização.

Após a bem sucedida edição inaugural em 2014, o Reverence Valada vai estar de regresso ao Parque de Merendas de Valada (pacata freguesia ribatejana, no concelho de Cartaxo), nos dias 27, 28 e 29 de Agosto. Com a edição de 2014 a rondar os 8.000 visitantes, este ano a organização aposta no alargamento do evento para três dias em datas mais apetecíveis, com menos bandas e concertos mais longos, maior oferta nos serviços de restauração e melhorias na iluminação do recinto e do parque de campismo.

GRAVE PLEASURES
«Anteriormente conhecidos como Beastmilk, os finlandeses Grave Pleasures vão atuar pela primeira vez em Portugal no Reverence Valada. Liderado pelo carismático Kvhost – que atualmente acumula funções nos Hexvessel e já passou por projetos influentes no espectro da música extrema como Dødheimsgard e Code –, o coletivo radicado na Finlândia começou por gravar um par de EPs e, em 2013, estreou-se no formato longa-duração com “Climax”. O som evocativo da tradição pós-punk dos anos 80 viu-os aclamados pela imprensa e gerou de imediato uma extensa legião de admiradores por toda a Europa. Já em 2015, após a saída do guitarrista Johan “Goatspeed” Snell, a banda decidiu adoptar o nome Grave Pleasures, mas o alinhamento dos espetáculos agendados para o Verão – entre os quais se inclui o do Reverence Valada – vai incluir todos os êxitos de “Climax” assim como alguns temas a incluir no próximo álbum, que tem data de edição agendada para Setembro de 2015 através de uma multinacional.»

ELECTRIC EYE
«Mais que um quarteto de space rock, os noruegueses Electric Eye são um super-grupo do circuito underground norueguês. Em Abril de 2013, estrearam-se em estúdio com a gravação de “Pick-up, Lift-off, Space, Time”, editado em parceria pela Klangkollektivet, da Noruega, e a londrina Fuzz Club Records, o que lhes assegurou distribuição na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos, um culto à escala mundial e uma muito bem sucedida digressão em Portugal. São uma banda com a alma nos blues, inspiram-se na música tradicional indiana e revelam uma forte vontade de conduzir o seu droned out psych-rock até algumas estações interplanetárias. São uns verdadeiros “spaceheads”.»

THE ALTERED HOURS
«Quando este quinteto irlandês decidiu auto-financiar a edição do EP “Downstream”, recebeu de seguida o convite para gravar na A Recordings, de Anton Newcombe, dos Brian Jonestown Massacre, pioneiros e gurus deste novo ciclo psicadélico. “Sweet Jelly Roll”, a estreia em álbum dos The Altered Hours, foi editada em 2013, ao que se seguiu uma digressão pelo Reino Unido e pela Europa, onde deixaram bem vincada a intensidade das suas atuações ao vivo. Comparados a uns Jefferson Airplane da era pós-punk, a expectativa em torno da banda aumenta com um novo álbum prometido para este ano.»

ONE UNIQUE SIGNAL
«De Liverpool e vagueiam por territórios space-kraut, pós-drone e noise-core desde 2002. Apesar de só terem dois álbuns editados, sendo o mais recente “Aether”, de 2013, têm vindo a surpreender e a conquistar os melómanos mais receptivos ao experimentalismo nas suas atuações ao vivo. As jams aventuram-se por temas de dez minutos, entre o psych-garage-noise e o groove motorik dos Can. Um nome a descobrir, sendo que já foram comparados a ícones do espectro como Loop, Sonic Youth e No Means No.

O Reverence Valada conta agora com vinte bandas no seu cartaz e contam anunciar mais brevemente.
Sem Título-1

Os Bilhetes já se encontram à venda com os seguintes preços:

Passe 3 Dias
58€ de 13 de Fevereiro a 30 de Junho
65€ de 1 de Julho a 26 de Agosto
70€ de 27 a 29 de Agosto

Bilhetes diários: (sexta ou sábado)
35€ de 13 de Fevereiro a 30 de Junho
40€ de 1 de Julho a 26 de Agosto
45€ de 27 a 29 de Agosto

Bilhetes Quinta-Feira
10€ de 13 de Fevereiro a 26 de Agosto
15€ a 27 de Agosto

EGITANA