O David e Golias do Youtube

O David e Golias do Youtube

Timóteo Azevedo

Veio a público o contrato que o Youtube oferece às editoras independentes.

Após a polémica gerada pelas condições que o Youtube oferecia nos contratos celebrados com as editoras independentes para a sua nova plataforma de streaming de música, o que põe em risco que vários artistas vejam os seus conteúdos retirados do Youtube, vem agora a público os controversos contratos. Podemos ler, na cópia publicada pelo Digital Music News, que uma cláusula do contrato sugere que as editoras majors poderão ter poder de decisão sobre a quantia de royalties paga às editoras independentes.

“To the extent that any major label agrees to any rates for the Google Services that are lower than the rates set forth in Exhibits C or D, including with respect to bundling, Google will have the right to reduce Provider’s analogous rates accordingly, following thirty (30) days written notice (via email will be sufficient) to Provider.”

Acede ao contrato aqui.

EGITANA