O Mais Imponente Bootleg dos Pink Floyd Ressurgiu com Som Remasterizado

O Mais Imponente Bootleg dos Pink Floyd Ressurgiu com Som Remasterizado

Redacção

O histórico bootleg da passagem em Los Angeles da monumental digressão de “Wish You Were Here” dos Pink Floyd foi recuperado e remasterizado. Na gravação de melhor qualidade sonora que existe de um concerto da banda nesta era (quiçá, mesmo a nível oficial), pode ouvir-se a interpretação integral de “Dark Side Of The Moon”, além de selecções de “Wish You Were Here” e “Animals”.

Apesar de toda a sua magnitude, alastrada ao seu carácter sónico, os Pink Floyd fizeram um trabalho meio miserável na documentação dos seus concertos em estádios nos anos setenta, deixando aos seus fãs a tarefa de os preservar em vídeo e áudio para as gerações futuras.

Se a preservação que os fãs fazem da história de uma banda é um dos maiores legados desta, infelizmente o equipamento de gravação amador da época era difícil de passar furtivamente pela segurança, quanto mais de operar correctamente, e convenhamos que muitos rockers dos anos 70 viviam os concertos sob o efeito de tudo a que tinham direito! Portanto, a maioria dos bootlegs dos Pink Floyd (com grandes excepções, como ‘Oakland 1977’) são estridentes, granulosos, incompletos e muito difíceis de apreciar.

É por isso que Mike “The Mic” Millard, fanático do rock residente na área de Los Angeles, é um herói para fanáticos do bootleg em todo o mundo. Millard usou uma cadeira de rodas falsa para contrabandear um gravador de fita Nakamichi 550 aos concertos dos anos setenta e oitenta no Los Angeles Forum. Quando as luzes escureciam, ligava a máquina a microfones instalados no seu chapéu e deslocava-se para o sweet spot que decifrava instintivamente. Esta rotina permitiu-lhe gravar bootlegs de concertos de Led Zeppelin, Eric Clapton, Rolling Stones, Genesis, Rush, Yes, e muitos outros, com uma qualidade de som incrível e pouco ruído do público.

Uma das suas maiores conquistas é a gravação do concerto dos Pink Floyd no Fórum de L.A., a 26 de Abril de 1975, que, recentemente, reapareceu no YouTube com uma qualidade sonora ainda melhor do que as versões anteriores. O concerto teve lugar uns seis meses antes do álbum “Wish You Were” chegar aos escaparates, pelo que a audiência está a ouvir canções como “Shine on You Crazy Diamond” e “Have a Cigar” pela primeira vez. Na setlist há também versões provisórias das malhas de “Animals”, “Sheep” e “Dogs” aqui intituladas “Raving and Drooling” e “You’ve Got to Be Crazy”. Depois de uma pausa, a banda recompensa o público com uma actuação integral de “Dark Side Of The Moon”, seguida de um encore com “Echoes”.

Millard suicidou-se em 1994, após anos de luta contra a depressão. A maior parte das suas cassetes terão sido destruídas, mas muitas delas têm ressurgido nos últimos anos e fãs empreendedores têm vindo a partilhá-las online. Jimmy Page até usou pedaços das suas gravações de Zeppelin a nível oficial. Podem ler mais sobre a fascinante história de Millard aqui. De volta a este concerto dos Pink Floyd no Los Angeles Forum em1975. Aqui ouve-se a banda no auge das suas capacidades, no período em que se estabeleceu como um dos maiores actos ao vivo na história da música, para muitos o maior, e o bootleg merece ser ouvido tão amplamente quanto possível.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.
EGITANA