O Regresso dos Silence 4 por uma boa causa

O Regresso dos Silence 4 por uma boa causa

Inês Barrau

A reunião da banda em palco acontece em Guimarães e Lisboa em 2014.

Tudo começou em 1995, algures entre as solarengas esplanadas de Leiria e a humidade e a escuridão de uma sala de ensaios – quatro jovens inexperientes decidem levar em frente o desejo de fazer canções. Algo comum a jovens de todo mundo, com a diferença, neste caso, de que por entre sonhos e frustrações, deram corpo a um dos fenómenos musicais mais significativos do Portugal recente – os Silence 4.

Eventualmente consequência do inesperado mediatismo e do desgaste do mesmo, os “quatro jovens inexperientes” surpreendem uma vez mais, ao suspender a actividade do grupo. Corria o ano de 2001 – David Fonseca, iniciaria mais tarde a sua bem sucedida carreira a solo; Tozé Pedrosa, baterista, rapidamente se dedicou ao ensino na sua área académica; Rui Costa, baixista e guitarrista, prosseguiu a sua actividade enquanto músico e produtor integrando projectos como Mafalda Veiga, Filarmónica Gil, Brass Guitar Club Band ou A Caruma; e Sofia Lisboa, dedicou-se à sua formação participando ainda em alguns projectos musicais e, nos últimos 3 anos, à sobrevivência a uma leucemia, situação catalisadora desta “reunião” em 2014.

Efectivamente, foi a partir do sucesso vivido por Sofia Lisboa na luta contra o cancro, que a ideia de voltar a juntar os Silence 4 vingou – a celebração da vida através da música e um forte desejo de agradecer publicamente a todos quantos a ajudaram a ultrapassar a doença personificado na parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, entidade com a qual os Silence 4 colaborarão nesta reunião.

“É um regresso às origens pelas melhores razões! Além de estar a celebrar o facto de poder continuar a abraçar a Sofia, também irei celebrar a vitória de outra pessoa que me é muito querida e que tanto lutou nos últimos 3 anos, fase em que coloquei a música num plano muito mais secundário. Agora, voltar a tocar com a única banda para a qual senti vontade de compor música é uma grande honra! E como sou uma pessoa de abraços, todos os dias me irei lembrar da sorte que tenho em poder continuar a abraçar a Sofia, o David, o Tozé e outras pessoas que me são tão queridas.” Rui

Estão anunciadas duas apresentações: a Norte, uma estreia no Multiusos de Guimarães, a 29 de Março; e a Sul, em Lisboa, um regresso ao Meo Arena, passados que estão 15 anos desde a apresentação ali realizada a 18 de Dezembro de 1998 perante uma audiência delirante que esgotou por completo o recinto.

Em palco, “SongBook 2014”, Sofia, Tozé, Rui e David revisitarão as canções que continuam a percorrer a nossa memória colectiva – momentos com certeza arrepiantes com a evocação de “Borrow”, “Angel Song”, “My Friends” ou “To Give” entre muitas outras.

“Este reencontro é uma incrível celebração. A comemoração do momento presente, da vitória imensa da Sofia face à adversidade que atravessou e que inspirou esta reunião. Sinto-me honrado por poder tocar estas canções novamente, foi com elas que comecei o meu percurso musical e que pisei o palco pela primeira vez. Mas acima de tudo, sinto-me feliz por estar a fazê-lo neste contexto. O convite da Sofia para reunirmos os Silence 4 acaba por significar algo maior do que as canções, um símbolo de esperança e vida que é urgente celebrar da melhor maneira possível.” David

“Lembro-me de falar com ela e dizer-me “Está tudo bem! Eu vou conseguir! A equipa médica e os voluntários são espectaculares! Vamos encontrar uma solução! Ainda vais ter de me aturar”. Mais tarde, quando me convida para o desafio de dar visibilidade à Liga Portuguesa Contra o Cancro, através dos Silence 4, pensei que seria uma oportunidade de podermos de facto contribuir com algo muito positivo para o bem-estar das pessoas que, como a Sofia, família e amigos sofreram ou sofrem situações semelhantes. Um contributo individual não teria o mesmo impacto.” Tozé

A colaboração com a Liga Portuguesa contra o cancro neste regresso aos palcos, surge como um agradecimento aos profissionais e voluntários que, quer no caso específico da Sofia quer no dia-a-dia de combate e prevenção à doença, contribuem para que todos tenhamos a possibilidade de celebrar a vida. A contribuição do grupo será expressa na entrega directa de 1€ por cada bilhete vendido para estes concertos, bem como pela realização de um conjunto de acções a anunciar oportunamente de divulgação da actividade da instituição.

“Ao ouvir um diagnóstico de Leucemia, entramos num mundo suspenso entre a Vida e a morte. E de repente a nossa vida depende de médicos, enfermeiros, auxiliares e voluntários. Agarramo-nos à vida e sobrevivemos com a ajuda imprescindível da família e dos amigos. Convidar o David, o Tó Zé e o Rui para este reencontro é celebrar a vida, contribuir com gratidão para esta causa e cumprir a promessa silenciosa que fiz aos meus companheiros de luta. Hoje tenho um sonho. Com este reencontro ajudamos a LPCC mas queremos relembrar que ajudar também é gratuito. Dar sangue e medula é muito mais que ajudar, é dar Vida e isso não tem preço.” Sofia

Os bilhetes para os concertos de Guimarães e Lisboa estarão à venda a partir das 00H00 da próxima quarta-feira, dia 12, com valores entre 23€ e 31€.

Fonte: Vachier & Associados

 

EGITANA