Ouve o novo álbum de Samuel Úria, “Canções do Pós-Guerra”

Ouve o novo álbum de Samuel Úria, “Canções do Pós-Guerra”

Redacção
Joana Linda

A viagem sonora é também feita a pé por Lisboa, num filme que acompanha a edição discográfica já disponível nas lojas e nas plataformas digitais.

O lançamento estava previsto para Abril, mas viu-se adiado para este mês de Setembro. Um título premonitório? Talvez… Dizem que a arte tem essa capacidade, esse recurso de preceder os acontecimentos. Mas, neste caso, esta “guerra” será, como sempre, interior e espiritual. Uma vez mais, Samuel Úria obriga-nos a olhar para dentro. Não num exercício egocêntrico, mas antes como parte de um caminho de necessária partilha. Úria assina as letras e as músicas das nove faixas e a produção ficou a cargo de Miguel Ferreira, repetindo a parceria nos registos anteriores.. Monday partilha as vozes com Samuel em “Cedo”, faixa 2 do disco. “Canções do Pós-Guerra” já  está nas lojas em CD e vinil, e em todas as plataformas digitais.

«A ideia do passeio por Lisboa, a acompanhar uma excursão pelas canções novas, surgiu-me numa reunião com o meu manager. O objectivo nunca foi (e continua a não ser) o de elaborar videoclips oficiais duma assentada, mas antes criar uma componente visual simples que reforçasse a viagem sonora pelas Canções do Pós-Guerra.», explica Úria. «Inicialmente a ideia parecia ambiciosa e artificiosa: tentar a filmagem contínua que acompanhasse as 9 canções. Seria tudo num plano-sequência, apesar da progressão de cenários urbanos entre cada tema. Com a entrada da Joana Linda na realização – que naturalmente apurou o conceito e as localizações – tornou-se claro que precisávamos de abandonar os malabarismos circenses do plano-sequência, e orquestrar antes os cortes necessários para dinamizar os filmes pequenos dentro do filme maior. No final, tudo se resume a uma homenagem ao meu processo criativo (tantas vezes desembargado em passeios a pé por Lisboa), mas ainda a um símbolo literal do desconfinamento. Não há mean streets na nossa capital.»

Para Joana Linda «“Canções do Pós-Guerra” é uma espécie de missão suicida do audiovisual que abracei com gosto e com vontade porque no meu trabalho não me interessa a busca pela perfeição técnica nem a vassalagem à teoria do cinema. Interessa-me que, no meio do caos, se consiga o vislumbre de algo que é o retrato fiel da realidade ou que a transcende. Este vídeo composto por pequenos 9 vídeos diferentes com ligação entre eles, é uma ode a Lisboa e a alguns dos nossos locais preferidos na cidade. Espelha todas as imperfeições de uma Lisboa em modo pandemia e ainda bem.»

Em Outubro podes ouvir algumas das canções de “Canções do Pós-Guerra” ao vivo no dia 6 Outubro no Teatro Tivoli BBVA, Lisboa, do dia seguinte na Casa da Música no Porto e no dia 24 no Teatro Diogo Bernardes, Ponte de Lima.