Paredes de Coura Aposta no Ciclo de Polinização Musical: Jazz, Tradicional e Clássica

Paredes de Coura Aposta no Ciclo de Polinização Musical: Jazz, Tradicional e Clássica

Redacção

O Ciclo de Polinização Musical é o encontro derradeiro entre a música e Paredes de Coura. São nove fins-de-semana temáticos, de Junho a Outubro, dedicados à música jazz, tradicional e clássica, numa tentativa de ampliar, no tempo e no espaço, o impacto positivo da música na região.

Entre os meses de Junho e Outubro, Paredes de Coura vai acolher concertos temáticos dedicados à música jazz, tradicional e clássica, com o objectivo de “polinizar” outros géneros musicais além do rock pela vila minhota.

O evento decorre ao longo de nove fins-de-semana temáticos, com uma programação que também inclui actividades lúdicas ligadas à música, às artes e à natureza. Este ciclo de concertos e actividades culturais é uma iniciativa do Município de Paredes de Coura, em parceria com a Associação Cultural LANDRA e a Associação Porta-Jazz, desenvolvida no âmbito da candidatura Programação Cultural em Rede – Património Cultural NORTE, com o projecto “Polinização Cultural”.

A aposta em diversos géneros musicais pretende alargar a oferta cultural do concelho, até agora muito ligado ao rock devido ao Festival de Música de Paredes de Coura (actual Vodafone Paredes de Coura) e à iniciativa Escola do Rock. Já no mês de Junho, a programação ecléctica apresenta nomes como João Martins, The Guit Kune Do, um projeto de André B. Silva e Nuno Campos Quarteto (projectos com o Carimbo Porta-Jazz, de 11 a 13 de Junho), Macadame e PHOLE, de João Gigante (música tradicional, de 18 a 20 de Junho), e Harawi Ensemble (música clássica, de 25 a 27 de Junho).

O programa privilegia actividades ao ar livre. Além dos concertos, muitos deles programados para espaços exteriores, o evento terá ainda actividades lúdicas, como caminhadas e workshops temáticos e artísticos, que pretendem aproximar a população local e os visitantes da relação com a música e a natureza, que se tem vindo a desenvolver ao longo dos anos através de diferentes iniciativas.

Já no mês de Junho podemos contar com a LOCOMOTIVA, uma oficina de jazz assegurada pela Porta-Jazz, workshops de música tradicional, coordenados pelos Macadame e pelo projecto de intervenção artística Catrapum Catrapeia, e ainda aulas de música clássica, dirigidas pela Academia de Música de Viana do Castelo.

Nas palavras do Presidente do Município de Paredes de Coura, Vítor Paulo Pereira, «este evento é uma tentativa de ampliar, no tempo e no espaço, o impacto positivo da música na região, apostando nesta área artística como ferramenta de desenvolvimento social e territorial».

Todos os concertos do Ciclo de Polinização são de entrada gratuita. Workshops e Oficinas são também gratuitos, mas as inscrições estão limitadas a um número reduzido de participantes, assegurando o cumprimento das indicações da DGS.

A restante programação do Ciclo de Polinização pode ser consultada aqui.

EGITANA