Pataca Discos: Tape Junk edita novo disco

Pataca Discos: Tape Junk edita novo disco

Nuno Ribeiro

Tape Junk editam disco homónimo, a sair de 20 de Abril através da Pataca Discos.

«Através de uma linguagem simples e, simultaneamente, intensa, João Correia escreve sobre situações do quotidiano com as quais facilmente nos identificamos: histórias comuns, situações inusitadas, episódios caricatos ou simples romances», pode ler-se no press release.

“Tape Junk” (álbum) será sucessor de “The Good & The Mean”, lançado em 2013, pela Optimus Discos (agora NOS Discos). O segundo disco é uma espécie de ‘statement’ sobre a banda. Foi gravado e produzido por Luís Nunes (conhecido por Walter Benjamin) no Alvito, Alentejo. Ao contrário do primeiro, este trabalho resulta da interacção directa entre todos os elementos do grupo. Durante três dias, os quatro músicos registaram juntos as 9 músicas para o álbum.

Praticamente metade dos temas do disco (“Substance”, “Joyful Song”, “Six String and The Booze” e “Thumb Sucking Generation”) nunca tinham sido tocadas antes, nem ao vivo, nem em ensaios. Os restantes já faziam parte do repertório ao vivo e foram gravados como são tocados em concerto.

Os Tape Junk são uma banda rock, surgidos em 2012, com influências de Pavement, Giant Sand, Stooges, Rolling Stones ou Velvet Underground. Derivam directamente dos Julie & The Carjackers, banda formada em 2009 por João Correia e Bruno Pernadas. A banda é agora constituída por João Correia (voz e guitarras), Nuno Lucas (baixo eléctrico), António Vasconcelos Dias (bateria) e Frankie Chavez (guitarras e slide guitar).

Capa

Alinhamento de “Tape Junk”:

1 – Substance
2 – Bag of Bones
3 – Scratch and Bite
4 – Six String and the Booze
5 – Joyful Song
6 – Me and My Gin
7 – All My Money Ran Out
8 – The Left Side of the Bed
9 – Thumb Sucking Generation

EGITANA