Paul McCartney no processo de reaver catálogo dos Beatles

Paul McCartney no processo de reaver catálogo dos Beatles

Tiago da Bernarda

De acordo com a U.S Copyright Act de 1976, McCartney terá oportunidade de recuperar os direitos das músicas que ajudou a compor.

Paul McCartney deu início ao processo para recuperar os direitos de 32 canções do catálogo dos The Beatles, três décadas depois de ter sido comprado por Michael Jackson.

De acordo com a Billboard, a U.S. Copyright Act de 1976, dá a oportunidade aos compositores originais de recuperarem os direitos de músicas com mais de 56 anos, adquiridos pelas distribuidoras. No caso das composições de Lennon-McCartney, a maioria dos direitos poderão ser disputados a partir de 2018.

Esta será a primeira vez que Paul McCartney terá direitos sob a maioria das músicas que compôs para os Beatles. Originalmente pertenciam à Northern Songs, a empresa de publishing de Brian Epstein. Após a sua morte, em 1967, foram vendidos à ATV Music, e só depois é que pararam nas mãos de Michael Jackson. Actualmente, a Sony é quem detém esses mesmos direitos, obtidos no ano passado, por 750 milhões de dólares.

EGITANA