Ponto d’Orvalho, um Festival que é Muito Mais do que Música

Ponto d’Orvalho, um Festival que é Muito Mais do que Música

Redacção
Freixo do Meio

O Ponto d’Orvalho vai acontecer nos dias 24, 25 e 26 de Setembro no Freixo do Meio, no Alentejo, com um programa híbrido de artes na paisagem, com foco na importância de práticas alimentares mais conscientes.

Festival transdisciplinar aberto à discussão e à acção ambiental através de intervenções artísticas, sociais e ecológicas, o Ponto d’Orvalho é um campo para explorar as transformações dinâmicas do ambiente e o seu impacto no nosso futuro colectivo e nas suas estruturas sociais.

Depois de uma primeira edição em Outubro de 2020, este ano o Ponto d’Orvalho está de volta para três dias de com um programa híbrido de artes na paisagem, com foco na importância de práticas alimentares mais conscientes, em colaboração com a Cooperativa Integral Minga e Freixo do Meio e propostas artísticas nacionais e internacionais: concertos, artes visuais, performances, práticas holísticas, conversas, workshop, dj sets, caminhadas na natureza e uma food performance.

Para esta edição foram convidados Norberto Lobo, Laila Sakini, António Poppe, Inês Tartaruga Água, Stav Yeini, Fábio Colaço, Marta Wengorovius, Marc Leiber, Evy Jokhova, Xavier Paes, Piny Orchidaceae, Ari.You.Ok, Fernanda Botelho, Mattia Tosti, Kino, María Inés Plaza Lazo e Alfredo Sendim.

A programação do Ponto d’Orvalho 2021 conta com a curadoria de Joana Krämer Horta, Leonor Carrilho e Sérgio Hydalgo.

Todas as informações aqui.

EGITANA