R.I.P. Carlos do Carmo

R.I.P. Carlos do Carmo

Redacção

Um dos maiores fadistas de Portugal, Carlos do Carmo, morreu aos 81 anos de idade.

O fadista morreu durante a madrugada de dia 1 de Janeiro, no hospital de Santa Maria, em Lisboa, no dia anterior teria sofrido um aneurisma. Faleceu vítima de um pós-operatório a um aneurisma da aorta abdominal.

Em 2019, Carlos do Carmo despediu-se dos palcos, e em Outubro de 2020 anunciava-se o que seria provavelmente, o seu último álbum e foi mesmo… “E Ainda…” traz-nos poemas interpretados pelo fadista. Obras de Herberto HelderJosé SaramagoSophia de Mello BreynerJorge Palma, entre outros, têm agora o fado como forma de expressão e contam com as colaborações do maestro Victorino D’AlmeidaMário PachecoPaulo de Carvalho e José Manuel Neto.

Citando biografia publicada no Museu do Fado: «Carlos Alberto do Carmo Almeida, que adoptou o nome artístico de Carlos do Carmo, é filho único da grande fadista Lucília do Carmo e do empresário Alfredo Almeida, e nasceu em Lisboa no dia 21 de Dezembro de 1939. O fadista fez um curso superior de hotelaria na Suiça, que incluíu um curso de contabilidade e gestão e o estudo de várias línguas estrangeiras, facto que lhe permite falar fluentemente francês, inglês, alemão, italiano e espanhol. Após a morte do pai, em 1962, Carlos do Carmo fica a gerir a casa de fados Faia, casa aberta pelos seus pais quando tinha apenas 8 anos. No ano seguinte inicia a sua carreira como intérprete, acumulando durante essa década e na seguinte, a gestão da casa com a vida artística.»

Em 2013 celebrou 50 anos de carreira.

Carlos do Carmo será sempre um dos nomes incontornáveis do Fado e da história da música portuguesa. Várias gerações cresceram a ouvir “Gaivota”, “Canoas do Tejo”, “Os Putos”, “Lisboa Menina e Moça” ou “Estrela da Tarde”. O Fadista foi também o pioneiro na nova discografia Portuguesa com seu disco “Um Homem no País”, sendo o primeiro CD editado por um artista em Portugal. Foi, também, o primeiro artista português a receber o Grammy Lifetime Achievement Award.

EGITANA