R.I.P. Ewart Beckford [U-Roy]

R.I.P. Ewart Beckford [U-Roy]

Redacção

Ewart Beckford, um dos pioneiros do reggae também conhecido como U-Roy, morreu aos 78 anos de idade.

Segundo o jornal The Guardian, um representante da Trojan Records confirmou a morte de U-Roy, cuja causa ainda não foi tornada pública. Desaparece assim mais um dos pioneiros do reggae e que era conhecido por misturar frequentemente conversa de gangsters com humor.

Oriundo de Jones Town, Saint Andrews Parish, Kingston, Jamaica, U-Roy, nascido Ewart Beckford, começou a sua carreira como DJ. Foi descoberto por John Holt, do grupo de ska The Paragons, o que levou a um contrato de gravação com Duke Reid através da sua Treasure Island. Os dois primeiros singles de U-Roy, “Wake the Town” e “Wear You to the Bell” foram grandes êxitos na Jamaica, e em meados dos anos 1970 a sua fama tinha-se alargado internacionalmente.

O álbum “Dread in a Babylon”, de 1975, e o seu sucessor, “Natty Rebel”, de 1976, foram lançados em todo o mundo pela Virgin Records e venderam particularmente bem no Reino Unido. Nessa altura, U-Roy tinha já realizado digressões internacionais e colaborado com outros gigantes do reggae como Lee “Scratch” Perry, Bunny Lee, Phill Pratt e Rupie Edwards. Este sucesso também permitiu a U-Roy iniciar o seu próprio soundsystem, o que proporcionou a exposição de uma nova onda de artistas do reggae, incluindo Ranking Joe.

Em 2004, U-Roy participou em “True Love”, álbum dos Toots and the Maytals premiado com um Grammy, juntamente com outros músicos lendários como Willie Nelson, Keith Richards, Toots Hibbert e Bonnie Raitt. Em 2007, recebeu a Ordem de Distinção do governo jamaicano pela sua contribuição para a música.

 

EGITANA