Rammstein, Novo Vídeo Gera Controvérsia

Rammstein, Novo Vídeo Gera Controvérsia

Redacção

Acabado de estrear, “Deutschland” já gerou várias reacções negativas, com os Rammstein a serem acusados de banalizar o Holocausto.

Ainda agora estreou o novo vídeo dos Rammstein e a controvérsia que criou já é enorme. Vários grupos e políticos judaicos estão a criticar o vídeo, devido ao facto de os membros do grupo surgirem no mesmo vestidos como prisioneiros de campos de concentração. A banda é acusada de trivializar o Holocausto.

“Com este vídeo, a banda passou das marcas”, refere Charlotte Knobloch, uma sobrevivente do Holocausto e presidente do Central Council of Jews, na Alemanha, ao tablóide Bild, de acordo com uma citação destacada pela Reuters. “A instrumentalização e trivialização do Holocausto, como se pode ver nas imagens, é irresponsável”.

O comissário do governo para o anti-semitismo, Felix Klein, refere-se ao vídeo de “Deutschland” como uma “exploração de mau gosto da liberdade artística”.

Os Rammstein não são estranhos à criação de controvérsia, explorando temas como o sadomasoquismo, o incesto, necrofilia ou abuso sexual. Basta recordar que o último álbum da banda, “Liebe Ist Fuer Alle Da”, de 2009, foi proibido pelo governo alemão de ser exposto publicamente nas lojas, devido à imagética sadomasoquista, que também foi explorada no controverso e explicitamente gráfico vídeo de “Pussy”.

Lembra no player a versão censurada de “Pussy” (sem censura, apenas nos canais que Jesus fica triste quando vêem).