Red Hot Chili Peppers Vendem Catálogo por 115 Milhões de Euros

Red Hot Chili Peppers Vendem Catálogo por 115 Milhões de Euros

Redacção

Os Red Hot Chili Peppers venderam o seu catálogo por 115 milhões de euros e seguem assim os passos de artistas como Bob Dylan, Stevie Nicks, Lindsey Buckingham, Neil Young, David Crosby, entre muitos outros.

Mais uma mega operação da Hipgnosis, que acaba de comprar parte do catálogo de canções dos Red Hot Chili Peppers por 115 milhões de euros. No negócio milionário, que a Billboard diz ainda não estar fechado, é provável que estejam incluídas canções como “Snow (Hey Oh)”, “Californication”, “Otherside”, “Can’t Stop” e “Give It Away”, entre outras.

O catálogo editorial da banda foi maioritariamente escrito pelo vocalista Anthony Kiedis, o baixista Flea, o baterista Chad Smith e o guitarrista John Frusciante.

Esta operação financeira sucede a outras igualmente milionárias que a Hipgnosis fechou com artistas como Bob Dylan, Stevie Nicks, Paul Simon, The Beach Boys, Mick Fleetwood, Neil Young, Lindsay Buckingham, Blondie, The Cult e David Crosby.

Em Novembro, a empresa adquiriu também 42 catálogos compreendendo mais de 33.000 canções da Kobalt Music Copyrights. Os catálogos incluíam canções escritas por Fleetwood Mac, 50 Cent, Beyoncé, Mariah Carey, entre outros, que podes conferir aqui.

Quanto à música, o mais recente álbum dos Red Hot Chili Peppers, “The Getaway”, saiu em 2016. Desde então, John Frusciante voltou a integrar o grupo, após uma ausência de 10 anos, e a banda está actualmente a criar música nova.

«Por agora, vamos concentrar-nos sobretudo em novas canções e escrever um novo disco», disse o baterista Chad Smith em Janeiro do ano passado. «Estamos todos muito entusiasmados por fazer música nova».

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.
EGITANA