RIP Bill Rieflin (Ministry, King Crimson e R.E.M.)

RIP Bill Rieflin (Ministry, King Crimson e R.E.M.)

António Maurício

O baterista faleceu aos 59 anos após uma longa batalha contra o cancro. Tocou com os R.E.M, King Crimson e marcou presença em vários álbuns clássicos dos Ministry.

Faleceu Bill Rieflin, o talentoso baterista que partilhou palcos e álbuns com os Ministry, King Crimson e R.E.M. ao longo da sua carreira musical. Tinha 59 anos e travava uma batalha contra o cancro, que eventualmente foi a causa da sua morte.

A confirmação foi avançada por Robert Fripp, fundador dos King Crimson, na sua página de Facebook. Na mesma publicação, também escreveu «Voa em paz, irmão Bill! A minha vida ficou imensamente enriquecida por te conhecer». Os Ministry também expressaram os seus pêsames no Twitter, com uma carta de despedida: «Hoje perdemos um fantástico artista, uma excelente ser humano e uma parte integrado do desenvolvimento e sucesso dos Ministry (…) Faz boa viagem irmão, até chegares ao teu próximo concerto universal».

Bill Rieflin ganhou relevância no mundo da música durante os anos 80, quando se juntou aos Ministry e aos Revolting Cocks, ao mesmo tempo que ajudava a criar os Pigface. Em 2003 entrou para os R.E.M e foi um membro da banda até à separação geral em 2011 e em 2013 começou a tocar com os King Crimson. Também tocou bateria nos seguintes álbuns clássicos dos Ministry: “The Land Of Rape And Honey”, “The Mind Is A Terrible Thing To Taste” e “Psalm 69: The Way To Succeed And The Way To Suck Eggs”.

Tornou-se também notório o seu trabalho com os Swans, com quem gravava desde meio da década de 90, encerrando a sua presença na histórica banda com o álbum “Glowing Man”, cuja review podes ler aqui.