Slash Confirma Novo Álbum de Guns N’ Roses

Slash Confirma Novo Álbum de Guns N’ Roses

Redacção

Ainda que não se compromete com nenhuma data, Slash afirma que o assunto já foi discutido entre si, Duff e Axl e que já há material novo.

Em conversa com o crítico musical e locutor de rádio japonês Masa Ito, Slash afirmou que num futuro não muito distante irá haver um novo álbum de Guns N’ Roses. O assunto já foi debatido por Axl Rose, Duff McKagan e o próprio guitarrista, além de Richard Fortus, a segunda guitarra na formação dos gunners reunidos. Axl Rose já tinha sugerido essa intenção. Slash confirma que há material para colocar o álbum em andamento.

«O Axl, o Duff, eu e o Richard já falámos sobre isso… Há material e coisas a acontecer já para que haja um novo álbum», confirmou Slash no vídeo que podem ver no fundo do artigo. «Apenas dizer que, nos Guns N’ Roses não vale a pena pensar que há um plano e que vai ser de tal forma, porque não é assim que funciona. Portanto, basicamente, a única resposta honesta que posso dar é que esperamos gravar um novo álbum e lançá-lo, resta ver o que irá acontecer e quando».

Slash confirma algo sobre o qual se começou a especular quando os Guns arrancaram a sua digressão de reunião em 2016, uma reunião que teve um enorme sucesso comercial e que visitou Lisboa. A Not It This Lifetime Tour tornou a juntar Axl, Duff e Slash, apoiados por Richard Fortus, pelo baterista Frank Ferrer, a teclista Melissa Reese e Dizzy Reed, músico que esteve sempre junto de Axl Rose.

Na entrevista, Slash faz uma retrospectiva da digressão. «O primeiro concerto que fizemos foi mágico – foi incrível. Aquela primeira vaga de concertos que fizemos em torno da data no Coachella, em Abril de 2016, foi uma coisa enorme. Para a malta na banda – para mim, estar com o Duff e o Axl em palco e ter aquela tal química foi algo muito poderoso. Esquecera isso, porque passei muitos anos sem tocar com ambos e foi algo mesmo poderoso. Uma coisa levou à outra e acabámos por fazer uma digressão magnífica, algo que não nos atrevíamos a sonhar. Foi realmente uma digressão fantástica. penso que a maior digressão que já fizemos. Durou cerca de dois anos e meio».

Os Guns sempre foram célebres pela tremenda fricção no seio da banda, o que levou à divergência entre Axl e Slash, em 1993 e mais tarde à saída de Duff. Esses problemas tornavam-nos descrentes numa reunião e no sucesso desta. O guitarrista refere que desta vez tudo foi o aposto. «Não houve merdas. Para nós, tudo isto foi uma experiência mágica. A banda esteve fantástica, a equipa, toda a produção foi como um enorme casamento de várias pessoas e todos passámos um tempo maravilhoso. E os fãs foram espantosos. estou muito feliz por isto ter acontecido».

Slash lançou o seu mais recente disco a solo, “Living The Dream”, em Setembro passado. Com os Guns N’ Roses já não grava desde as sessões do álbum de covers “The Spaghetti Incident?”, editado em 1993. Os Guns ainda editariam “Chinese Democracy” em 2008, mas apenas com Axl Rose como membro do linep clássico. Nestas coisas dos Guns, como o próprio Slash refere não vale a pena esperar grandes planos, mas se o homem da cartola afirma que vai haver um novo álbum, isso é praticamente um comunicado oficial.