SoundCloud acumula prejuízos superiores a 70 milhões de dólares

SoundCloud acumula prejuízos superiores a 70 milhões de dólares

Tiago da Bernarda

Primeiro o Grooveshark, depois o Rdio. Será o SoundCloud o próximo serviço de streaming musical a abrir falência?

Só no ano passado, foram dois os serviços de streaming musical que abriram falência. Primeiro, o Grooveshark. Depois, o Rdio que, mais tarde, foi comprado pela Pandora. Agora existem documentos que sugerem enormes prejuízos por parte do SoundCloud.

De acordo com um relatório financeiro recentemente publicado, o SoundCloud acumulou um prejuízo superior a 70 milhões de dólares nos últimos dois anos. Apesar de ter uma base de utilizadores que atinge quase os 200 milhões, a empresa belga não conseguiu obter lucros em 2015, nem mesmo com a implementação de anúncios.

Segundo a Billboard, as receitas que o SoundCloud obtém por parte dos seus utilizadores é muito inferior à de outros serviços de streaming musical “gratuitos”. Enquanto o Spotify arrecada, em média, cerca de 24 euros por cada subscritor, o SoundCloud obtém cerca de 1 cêntimo.

O mesmo artigo  informa que a empresa obteve um financiamento de 77 milhões de dólares, em 2015, e que tenciona utilizá-lo para investir em negócios de licenciamento. Recentemente, conseguiu fazê-lo com a Universal Music Group e a Warner Music Group, em troca de parte do capital da empresa.

No relatório financeiro, o conselho revela-se com «expectativas de manter [o SoundCloud] sustentável durante os próximos anos (…) mas há certas incertezas materiais face à empresa.»

 

EGITANA