Spotify: 14 mil faixas de um só autor rendem-lhe 15 mil euros por ano

Spotify: 14 mil faixas de um só autor rendem-lhe 15 mil euros por ano

Timóteo Azevedo

Matt Farley, um norte-americano de 35 anos, é o nome por trás de projectos como Papa Razzi, The Photogs, The Guy Who Sings About Cities And Towns e mais outros 63 projectos. Sim, Farley tem no Spotify 65 projectos com um total de 14 mil faixas, dando-lhe a ganhar 15 mil euros por ano.

Tudo começou em 2008, quando descobriu que os termos mais procurados no Spotify raras vezes estavam associados a músicas disponíveis. Compreendendo o modo de funcionamento do algoritmo que o Spotify usa para recomendações de música, começou a criar músicas e atribuir-lhes nomes com termos que mais frequentemente são procurados

De acordo com o The Guardian, Matt Farley descobriu, por exemplo, que músicas que incluam a palavra “monkey” (macaco) têm uma maior possibilidade de terem sucesso online. Descobriu também que muitas pessoas procuram sobre celebridades no Spotify, o que o levou a criar projectos com músicas dedicadas só a celebridades.

Com este modelo de produção musical, que é baseado na prática de SEO (Search Engine Optimization) aplicada em marketing online, Matt Farley cria entre cinco a cem músicas por dia, sendo que a média são 20 por dia, tendo já 14 mil faixas disponíveis no Spotify, o que lhe rende já 15 mil euros por ano.

EGITANA