The Cure, Trilogia de Novos Álbuns

The Cure, Trilogia de Novos Álbuns

Nero
Inês Barrau

Robert Smith afirma que os The Cure irão finalmente apresentar música nova após “4:13 Dream”. Estão preparados três álbuns e o primeiro pode chegar antes do Natal.

Os The Cure têm passado 2019 a celebrar o 30º aniversário de “Disintegration”, numa digressão que passou inclusivamente no Alive, festival onde a banda deu um concerto memorável. No entanto, a vida da banda liderada por Robert Smith não se tem resumido a andar na estrada e o músico afirmou recentemente que os The Cure têm não um, mas três álbuns no bolso.

Cada um deles encontra-se em diferentes estágios de desenvolvimento e, pelo menos, um estará pronto para edição nos próximos meses. À publicação mexicana Zocalo, Smith disse: «Tenho três álbuns preparados, dois deles num estado mais avançado. Um deles será estreado muito brevemente. Penso que o primeiro single ou até o álbum completo irá estrear ainda este Natal, talvez um pouco antes».

Smith foi mais longe e acrescentou que o primeiro álbum que os The Cure irão editar em mais de dez anos, depois de “4:13 Dream” em 2008, possui o título provisório “Live From The Moon”. O frontman da banda já havia abordado este assunto em Março passado, na altura adjectivando as novas canções como «muito sombrias» e «incrivelmente intensas». A intenção original era que o álbum fosse lançado no Halloween.

Como não há fome que não dê em fartura, após a edição do primeiro álbum, os fãs não terão que esperar longamente pelo seguinte. «O segundo álbum, que tenho mais desenvolvido, compreende peças mais livres, com um som mais forte e pronunciado, que implicam serem gravadas ao vivo, para obter a experiência de congregar um conceito baseado na interpretação do momento», explicou Smith.

Já sobre o terceiro álbum foram dados poucos detalhes. Excepto que nele os The Cure irão adoptar um som mais excêntrico e experimental.